Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  811.51 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A Reforma da educação profissionalizante no Brasil (1995-2002): o caso CEFET-BA
Autor:  
  Ricardo Torres Ribeiro   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  FUFSE/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  917
Resumo  
  Este trabalho analisa a Reforma da Educação Profissionalizante no Brasil e a implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional no âmbito do Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia (CEFET-BA), no período de 1995 a 2002, nos Cursos - Técnico em Edificações, da área de Construção Civil, e Técnico em Meios de Hospedagem, da área de Turismo e Hospitalidade, do município de Salvador. Trata-se de Estudo de Caso, estruturado numa perspectiva de investigação qualitativa e exploratória. Reafirma-se a categoria do trabalho como elemento fundamental para a compreensão do sistema capitalista. Explicita-se a relação educação e reprodução social neste sistema. Identificam-se vários conceitos de competência, e percebe-se esta noção como eixo estruturador da reforma. No aspecto formal dos planos de curso analisados, houve uma aceitação dos referenciais postos pela Reforma da Educação Profissional no CEFET-BA. No entendimento de docentes, as competências não são desenvolvidas de forma integral e universal, tal como prevê os referenciais teóricos da reforma. Afirma-se que houve uma acomodação em relação ao modelo de competência, porque a grande maioria, 70,6% do total de 17 questionários aplicados, apresentou extrema dificuldade em conceituar as competências, dado o caráter impositivo das mudanças, a falta de um planejamento exeqüível e discussões sistematizadas na Unidade de Ensino de Salvador.
     
    Baixar arquivo