Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.26 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O Banco Mundial e a educação no Brasil: uma análise comparativa de processos de negociação
Autor:  
  Celia Tanajura Machado   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFBA/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  908
Resumo  
  RESUMO MACHADO; Célia T. O Banco Mundial e a educação no Brasil: uma análise comparativa de processos de negociação O presente trabalho tem por objetivo analisar comparativamente como ocorreram os processos de negociação efetivados entre o Banco Mundial e o Estado da Bahia que culminaram na realização dos acordos do Projeto Nordeste; Programa Fundescola e Projeto Bahia. Consideram-se como aspectos teóricos importantes os estudos produzidos no campo da educação referentes à atuação do Banco Mundial no Brasil; os projetos implementados no Estado da Bahia nas últimas duas décadas; que contaram com o financiamento do Banco Mundial; a literatura existente que trata da análise desses projetos; bem como estudos sobre processos de negociação desenvolvidos na área de administração e alta gerência. A pesquisa privilegia uma abordagem qualitativa; com base no estudo de caso holístico. A coleta de dados centrou-se em documentos e entrevistas semi-estruturadas e os procedimentos de análise na técnica de análise de conteúdo; o que permitiu a descrição dos casos e cruzamento dos dados. Os resultados encontrados apontam para: a ausência de processos de preparação para a negociação de acordos internacionais das equipes brasileiras; especialmente; no Estado da Bahia; a necessidade de haver projetos consubstanciados; por parte dos negociadores do estado proponente; quando do ingresso em processos de negociação; os problemas de relacionamento entre os membros das equipes localmente; mas não com o Banco Mundial; a falta de autonomia das equipes no contexto das negociações; a indefinição de modelos estruturais para a implantação dos projetos; e a ausência de mecanismos que permitam a capacitação institucional a partir de práticas desenvolvidas ou aprendidas durante as negociações. Palavras-chave: Banco Mundial – processos de negociação – Bahia – Projeto Nordeste – Projeto Fundescola – Projeto Bahia.
     
    Baixar arquivo