Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.01 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise morfológica da organização das miofibrilas do músculo esquelético de peixe-zebra (Danio rerio) adulto
Autor:  
  Eliana S. Câmara-Pereira   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRJ/CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS
Área Conhecimento  
  MORFOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  1,354
Resumo  
  O músculo estriado esquelético possui um complexo aparato ultra-estrutural para sua atividade contrátil. A miogênese é o resultado de um processo que envolve várias etapas; como as seguintes: reconhecimento celular de mioblastos; adesão e fusão de mioblasos; e diferenciação celular que culmina com o surgimento de células alongadas; multinucleadas e cilíndricas (os miotubos). O peixe-zebra (Danio rerio); modelo vertebrado bastante estudado (fase embrionária) possui desenvolvimento rápido. Neste trabalho foi possível estabelecer um protocolo de fixação do músculo esquelético do peixe adulto com isopentano; preservando-se a estrutura das miofibrilas; e possibilitando assim o estudo estrutural de estriações transversais sarcoméricas e de elementos não miofibrilares; como mitocôndria; núcleos; células satélites; retículo sarcoplasmático e túbulos T. Inibição de marcações inespecíficas foi imprescindível ao estudo da presença e distribuição de proteínas sarcoméricas e do citoesqueleto no músculo do peixe-zebra. A autofluorescência foi uma limitação para a realização de duplas marcações de fluorescência nesse modelo biológico. Este trabalho de dissertação se baseou no uso das técnicas de histoquímica; microscopia de imunofluorescência e microscopia eletrônica de transmissão. Realizamos análise da distribuição das proteínas do citoesqueleto como desmina; alfa-actinina; titina; nebulina; miosina tipo II; miosina de fibras rápidas; tropomiosina e troponina T na organização de miofibrilas do músculo esquelético do peixe-zebra adulto; além de identificarmos a preservação da periodicidade das estriações do sarcômero por meio da morfometria.
     
    Baixar arquivo