Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  4.03 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Biodiesel de girassol em microtratores monocilíndricos: emissões, consumo específico e conseqüências do seu uso para o motor
Autor:  
  Anderson Favero Porte   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  619
Resumo  
  A utilização de biocombustíveis para substituição dos derivados de petróleo em motores endotérmicos é uma alternativa para buscar a redução dos efeitos nocivos que o uso destes combustíveis causa ao meio ambiente. Todavia; para que a substituição; parcial ou total; por biocombustíveis seja técnica e economicamente viável; inúmeras avaliações têm sido conduzidas a fim de se verificar o real benefício que esta mudança é capaz de promover. Na região do Vale do Rio Pardo; onde está situado o município de Santa Cruz do Sul; a agricultura baseia-se fundamentalmente no cultivo de fumo; que utiliza; como principal fonte de potência; microtratores equipados com motores monocilíndricos ciclo diesel. Desta forma; buscou-se avaliar as emissões atmosféricas produzidas por este tipo de motor; utilizando diferentes misturas de diesel e biodiesel (diesel; B2; B10; B20; B50 e B100). Paralelamente; também foi avaliado o consumo específico de combustível para cada mistura testada. Por fim; avaliaram-se; a campo; três microtratores que utilizaram diferentes misturas de combustível (B2; B20 e B100). Os resultados mostraram que um aumento do percentual de biodiesel na mistura reduz significativamente as emissões de material particulado e aumenta consideravelmente as emissões de NO. Não foi observada nenhuma correlação entre a quantidade de biodiesel usada na mistura e as emissões de CO e CO2. Em termos de consumo específico de combustível; foi verificado uma elevação constante do consumo para um aumento no percentual de biodiesel utilizado. Por fim; as avaliações a campo mostraram que misturas com até 20% de biodiesel não comprometem o desempenho e a manutenção dos motores. Porém; verificou-se que o biodiesel puro danifica a camisa do cilindro e promove; por conseqüência; a contaminação do óleo do carter.
     
    Baixar arquivo