Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.71 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Caracterização microbiana e avaliação físico-química e toxicológica de efluente de lavanderia de unidade de manutenção mecânica tratado por UV/TiO2
Autor:  
  Caroline Paiva Flores   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  641
Resumo  
  O desenvolvimento da sociedade nos últimos anos tem ocorrido de forma desordenada; sem limites; o que cada vez mais aumenta a poluição e a degradação ambiental. O principal objetivo deste trabalho foi contribuir com a preservação do meio ambiente e da saúde humana; no sentido de fornecer subsídios técnico-científicos que resultem na prevenção e minimização da contaminação causada pelos efluentes de lavanderia que possuem carga tóxica com compostos orgânicos como os fenóis e surfactantes. Para caracterizar e demonstrar a eficiência dos tratamentos propostos; foram realizadas determinações de demanda bioquímica de oxigênio (DBO5); demanda química de oxigênio (DQO); surfactantes; pH; óleos e graxas; fenóis e turbidez; além das análises microbiológicas como os testes de toxicidade e sensibilidade; e análises quimiométricas. O princípio da fotocatálise heterogênea utilizada neste trabalho envolve a ativação do semicondutor TiO2 por radiações; esta luz artificial também formará ozônio e consequentemente haverá formação de radicais hidroxila (HO.); que é um agente altamente oxidante. O tratamento com melhor eficiência foi o método UV/TiO2 onde obtivemos reduções de 21% para DQO; 24% para DBO5; 65% para óleos e graxas e 13% para fenóis. A opção do tratamento dos efluentes desta lavanderia através de POAs (Processos Oxidativos Avançados) é justificada especialmente pela necessidade de detoxificação pela presença de compostos fenólicos em quantidade superior ao permitido pela Resolução do CONSEMA No. 128/2006. Após o tratamento; foram feitos diversos testes para caracterização de microrganismos encontrados tanto no efluente bruto como no tratado a fim de avaliar o efluente a nível microbiológico; e integrar os resultados do tratamento feito ao efluente.
     
    Baixar arquivo