Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.93 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O ensino de filosofia da educação nos cursos de Pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Autor:  
  José Carlos da Silva   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFSCAR/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  178
Resumo  
  O ensino de filosofia da educação nos cursos de pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; no período de 1999 a 2003; é o objeto de investigação deste trabalho; que foi estruturado em duas partes. Na primeira; fizemos uma aproximação a este objeto de estudo; mostrando as raízes históricas da relação entre filosofia e educação; os caminhos do ensino da filosofia no Brasil e as relações entre filosofia; política e educação no pensamento de Antonio Gramsci. Na segunda; realizamos a análise do objeto de estudo. Com base nos dados concretos encontrados descrevemos o modo como os professores ministram o ensino da filosofia da educação. Após conhecer o perfil acadêmico dos docentes; foram apreciados e analisados tanto os documentos encontrados quanto os depoimentos coletados por meio das entrevistas com professores e alunos. Desse modo; ultrapassamos o senso comum; desvelado os pressupostos e os referenciais teórico-metodológicos que fundamentaram essa prática de ensino. A pesquisa revelou que; apesar de estarem inseridos num Estado economicamente agropecuário; semi-industrializado; em um momento de hegemonia mundial do capitalismo neoliberal globalizado; os professores; em sua maioria; agiram influenciados; de forma direta ou indireta; pelo referencial teórico-metodológico marxista; principalmente pelo historicismo de Antonio Gramsci. A pesquisa evidenciou ainda as motivações que levaram os professores a adotarem este referencial; os seus avanços e as contradições existentes nessa prática pedagógica; os seus equívocos; os seus limites que podem ser superados para que essa práxis acadêmica seja mais coerente com o referencial adotado e com os objetivos propostos.
     
    Baixar arquivo