Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.32 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Condições físicas no disco de acréscimo de V2051 Ophiuchi
Autor:  
  Alexandre Miers Zabot   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFSC/FÍSICA
Área Conhecimento  
  FÍSICA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  416
Resumo  
  Este trabalho apresenta um ferramental construído para ajustar espectros teóricos de discos de acréscimo. O programa de cálculo dos espectros; xcal; é apresentado no capítulo 4. Assumindo equilíbrio termodinâmico local ele calcula o espectro emergente de um anel de gás em movimento circular em torno de um objeto central; ignorando a dependência vertical dos parâmetros físicos que descrevem a atmosfera. Todo o ferramental desenvolvido é aplicado em um objeto de estudo; V2051 Ophiuchi; que é apresentado no capítulo 3. Neste capítulo também são apresentados os dados; espectros espacialmente resolvidos obtidos por Saito & Baptista 2006. No capítulo 5 é apresentada a análise dos dados. Esta é a parte mais extensa do trabalho; e também a principal. Está dividida em duas seções bem distintas. Na primeira (5.2); são apresentados os ajustes feitos usando o Algoritmo Simplex. Foi construída uma grade discreta de espectros; 98280 ao todo; que cobre uma ampla faixa de parâmetros físicos. A grade de cinco dimensões representa todas as combinações possíveis entre os cinco parâmetros que representam um espectro: temperatura; densidade de coluna; espessura do disco; ângulo de visada e velocidade de turbulência. A segunda parte do capítulo 5; a seção 5.4; apresenta os resultados dos ajustes dos mesmos dados da seção anterior; mas agora usando Algoritmos Genéticos. Mais do que uma mudança de algoritmo de optimização; esta seção representa uma guinada prática nos ajustes. Deixa-se a grade de espectros de lado; e passa-se a usar um espaço contínuo. Os espectros são calculados em tempo de execução; à medida que o algoritmo de optimização avança sobre o espaço de parâmetros. Em ambas as abordagens; os resultados indicam uma dependência radial da temperatura mais plana do que a prevista para um modelo de disco em estado estacionário T R-3/4. Além disso; em contradição com o previsto teoricamente; as temperaturas ajustadas são sistematicamente mais altas do que a temperatura crítica; acima da qual o disco deveria estar em erupção. O que não pode ser explicado pelo modelo padrão de instabilidade no disco; uma vez que V2051 Oph estava num estado de baixo brilho na época das observações. Os ajustes também indicam que a parte da frente do disco é mais quente do que a do fundo e que; além disso; é observada sob um ângulo sólido menor. Aliado a outras evidências observacionais; como a presença de linhas de fotoionização no ultravioleta; estes ajustes nos levam a propor um cenário em que estamos observando uma cromosfera quente sobre um disco mais frio. O fato de não podermos modelar a intensidade das linhas da série de Balmer é vista; neste cenário; como uma evidência contra a hipótese de equilíbrio termodinâmico local. Por fim; na seção 6 são resumidos e discutidos mais a fundo os principais resultados; e apresentadas as perspectivas para o doutorado.
     
    Baixar arquivo