Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  411.70 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Diagnósticos de enfermagem em pacientes com angina instável internados em um hospital especializado
Autor:  
  Allyne Nobrega Fortes Vitor   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFC/ENFERMAGEM
Área Conhecimento  
  ENFERMAGEM
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  340
Resumo  
  A identificação dos principais diagnósticos de enfermagem presentes nos pacientes com Angina Instável contribui para o conhecimento do perfil de respostas humanas destes pacientes; colaborando para o planejamento de intervenções mais adequadas; viabilizando a sistematização da assistência de enfermagem. O objetivo deste estudo foi analisar o perfil de diagnósticos de enfermagem apresentado por pessoas com Angina Instável internadas em um hospital especializado em doenças cardíacas. A população foi composta pelos clientes portadores do diagnóstico de Angina Instável; sob atendimento nesse hospital. Trata-se de estudo descritivo do tipo transversal; com abordagem de análise quantitativa. Foram avaliados 57 pacientes com Angina Instável; no período de janeiro a outubro de 2006. O instrumento de coleta foi um formulário preenchido durante entrevista e exame físico. Estes pacientes são predominantemente do sexo masculino; com média de idade de 61 anos; sem companheiro; originários do interior do estado do Ceará e procedentes da capital do estado. Têm renda familiar próxima a 650 reais; tendo estudado por volta de quatro anos; pertencentes à religião católica e a maioria está aposentada. O tempo de internamento desses pacientes até a coleta dos dados foi de; em média; cinco dias e estavam; em sua maioria; no primeiro episódio de Angina Instável. Verificamos que as principais características clínicas de base foram: Hipertensão Arterial; Fumo; Cateterismo cardíaco anterior e Menopausa. A média da Relação Cintura-Quadril desses indivíduos estava dentro do risco considerado alto; independente do sexo e da idade e a maior parte dos pacientes estava acima do peso ideal para a altura e a compleição corporal. Constatamos que esses pacientes apresentavam em média; cinco diagnósticos de enfermagem; doze características definidoras; quatro fatores relacionados; e sete fatores de risco. Examinamos que os diagnósticos de enfermagem mais freqüentes eram decorrentes do quadro anginoso ou favoreciam seu surgimento; sendo o diagnóstico de Risco de quedas o mais presente. Os fatores relacionados mais presentes eram relacionados aos diagnósticos de Dor aguda; Intolerância à atividade; Padrão de sono perturbado e Estilo de vida sedentário. Neste estudo tivemos a oportunidade de identificar aspectos do cuidado ao paciente anginoso possíveis de serem aprimorados; por meio da análise dos diagnósticos de enfermagem. Isso pode contribuir para conscientizar e incentivar a enfermagem na execução de mais estudos científicos não só com relação à Angina Instável; mas também alusivos a outras doenças isquêmicas miocárdicas; além de nortear a assistência de enfermagem à população.
     
    Baixar arquivo