Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.92 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Fotodegradação de pesticidas presentes em efluente líquido do sistema float de plantio de mudas de fumo
Autor:  
  Bruna Vallandro Trolli   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [ea] Edição do Autor
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  587
Resumo  
  Efluentes agrícolas contendo resíduos de pesticidas podem ser gerados na produção de várias culturas. Na região do Vale do Rio Pardo, RS, Brasil, existem os efluentes do sistema float, empregado no plantio do fumo. Este sistema é uma das alternativas para substituição dos canteiros convencionais de produção de mudas de fumo. O fumo é germinado e tem uma primeira fase de crescimento em bandejas de isopor dispostas sobre uma lâmina de água. Após o transplante das plantas para a lavoura, a água pode apresentar resíduos de pesticidas. Neste trabalho, foi estudada a degradação de pesticidas no efluente líquido do sistema float. Para a degradação de três pesticidas encontrados, foram utilizados processos oxidativos avançados (fotólise e fotoperoxidação). Os pesticidas estudados foram Metalaxil, Iprodiona e Imidacloprido, separados e misturados. As fontes de radiação ultravioleta utilizadas foram lâmpadas de vapor de mercúrio de 80, 125 e 250 W de potência. A mistura foi degradada por fotólise e fotoperoxidação. Obteve-se 70, 75 e 100 % de degradação para o iprodiona, metalaxil e imidacloprido, por fotólise com lâmpada de 250 W e 58, 80 e 100 % de degradação por fotoperoxidação com lâmpada de 125 W. Os resultados também confirmaram que o descarte do efluente do sistema float pode ser realizado após 41 dias, período suficiente para que a degradação seja realizada naturalmente pela incidência de radiação solar.
     
    Baixar arquivo