Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.25 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Bairro Jardim Renascer em Cuiabá: um estudo de caso do saneamento e da Educação Ambiental
Autor:  
  Samuel Laudelino da Silva   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFMT/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  1,318
Resumo  
  O presente trabalho é resultado de pesquisas realizadas entre os anos 2006–2007; durante o curso de mestrado em Educação do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso. Nesse período trabalhamos junto à comunidade do Bairro Jardim Renascer; em Cuiabá – capital do Estado de Mato Grosso; área ocupada por movimento popular em agosto de 1997. O objetivo deste trabalho é desvendar as condições de Saneamento Ambiental do Bairro; procurando conhecer sua origem e problemas; via olhares e aspirações dos moradores; além de verificar como a Educação Ambiental pode contribuir na tarefa de superar a simples sensibilização a questões ambientais. O quadro que se apresentava era: falta de infra-estrutura básica; a população desejava a área do Bairro legalizada; o interesse em legalizar é objeto político; enquanto não surge a sonhada legalização; nada de concreto ocorre; apenas discursos vazios; sem horizonte. Nesse contexto confuso e cheio de distorções além de esclarecer a origem dos problemas procuramos verificar de que forma a Educação Ambiental poderia contribuir naquela comunidade. A pesquisa buscava compreender a relação entre homem e natureza numa comunidade urbana sem obras de infra-estrutura; no centro de uma capital. Analisamos como a população compreende e vivencia a Educação Ambiental não-formal na conservação e preservação dos recursos naturais. Neste caso as nascentes; a área verde e o Córrego do Barbado são contemplados pelo trabalho como elementos para verificar a sensibilidade dos residentes para os recursos naturais; ainda que escassos; presentes na área. Para tanto a metodologia adotada foi à qualitativa; através de um estudo de caso que contou com técnicas de entrevistas semiestruturadas e aplicação de questionário a 10 colaboradores/pesquisados; residentes no lócus do estudo. Sendo assim; esta pesquisa buscou também entender as concepções do morador da comunidade em relação aos conceitos abordados nos questionários; ou seja; Educação Ambiental; Meio Ambiente; Saneamento Ambiental; além da preservação dos poucos recursos naturais existentes. Nas considerações finais mostramos questões para reflexão tanto dos responsáveis pelo sistema de saneamento; quanto dos responsáveis pela preservação do Meio Ambiente; além de salientar a necessidade de Educação Ambiental; uma vez que a pesquisa aponta a pouca atenção disponibilizada a esta área no Município; no Estado e no País. Destacamos ainda o enorme vazio no que concerne à temática ambiental. Temos a intenção de oportunizar com esta pesquisa contribuição àqueles que se interessam por Saneamento Ambiental; e aos poderes constituídos que têm por dever zelar; conservar e preservar o Meio Ambiente.
     
    Baixar arquivo