Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.24 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A alfabetização no currículo da escola organizada por ciclos no sistema estadual de educação
Autor:  
  Rita de Cassia Silva Godoi Menegao   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFMT/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  2,186
Resumo  
  Esta investigação aborda a alfabetização nos Ciclos de formação tendo por objeto de estudo o currículo de alfabetização desenvolvido pelas professoras do 1º. Ciclo. O objetivo é compreender como as professoras alfabetizadoras desenvolvem o currículo de alfabetização no 1º. Ciclo do Ensino Fundamental da rede estadual de Mato Grosso no município de Cuiabá. A investigação se construiu pela abordagem metodológica através da pesquisa qualitativa e interpretativa e instrumentalizou-se pelo questionário; entrevistas e análise documental no diálogo com 9 nove professoras alfabetizadoras que atuam em três escolas. A questão norteadora se constituiu pelas seguintes indagações: Que currículo de alfabetização as professoras desenvolvem no 1º. Ciclo? Para as professoras alfabetizadoras; o que deve aprender um aluno que está sendo alfabetizado? A tessitura do aporte teórico se deu tomando por referência a comunicação dos estudiosos da organização em Ciclos: Mainardes (2007); Barreto; Mitrullis (2004); Freitas (2004); Arroyo (1999; 2004; 2007); Fetzner Krug (2001; 2007); da alfabetização: Freire (2006); Mortatti (2004); Soares (2003; 2004; 2005); e do currículo: Gimeno Sacristán (2000); Gimeno Sacristán e Perez Gómez (1998); Pacheco (2005); entre outros. A análise dos dados indica que as bases teórico-conceituais de alfabetização e de currículo; assumidas pelas professoras; transitam entre duas concepções: uma na perspectiva conservadora e restrita de alfabetização onde as alfabetizadoras demonstram forte apego às aprendizagens básicas de leitura; escrita e aritmética; balizadas nas atividades de treinamento; de memorização mecânica e instrumental; elementos caracterizadores de uma concepção curricular tradicional baseada na organização escolar em séries que continua ocupando um espaço significativo nessas escolas; outra numa perspectiva de alfabetização mais ampla e inovadora onde se compreende como necessários a interpretação; o entendimento; o uso do raciocínio lógico possibilitando a compreensão de textos e resolução de problemas; ou seja; atuando com a proposição de atividades problematizadoras e reflexivas condizentes com um currículo de alfabetização emancipatório e com a organização escolar por Ciclos. De modo geral; o que se percebe é que; nessas unidades escolares; os elementos inovadores e os tradicionais convivem cotidianamente.
     
    Baixar arquivo