Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.18 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Mortalidade feminina em idade reprodutiva no município do Recife no período de 1997 a 2004
Autor:  
  Glaucius Cassiano do Nascimento   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  FESP/UPE/TOCOGINECOLOGIA
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  186
Resumo  
  Estudos sobre a mortalidade feminina em idade reprodutiva podem indicar a qualidade de vida e de saúde da população; visto que as mulheres em idade fértil falecem muito freqüentemente por causas consideradas evitáveis. Foi realizado um estudo descritivo; de base populacional; do tipo corte transversal visando identificar as principais causas de óbito em mulheres entre 10 e 49 anos; residentes no Recife; falecidas no período de 1997 a 2004. A base dos dados foi obtida a partir do banco de dados oficiais da Gerência Operacional de Informação sobre Mortalidade e Natalidade da Secretaria de Saúde do Recife. A mortalidade feminina em idade reprodutiva foi analisada de acordo com algumas variáveis do perfil sóciodemográfico; ano de ocorrência e causas de óbito. Calcularam-se diversos coeficientes de mortalidade que foram comparados de acordo com os quadriênios estudados (1997-2000 e 2001-2004). Procurou-se evidenciar alguma variação estatisticamente significante através do teste do qui-quadrado; adotando-se como limite de significância um p < 0;05. Predominaram os óbitos de mulheres na faixa etária de 40-49 anos; negras e solteiras. Os principais grupos de causas foram representados pelas neoplasias (23;74%); doenças do aparelho circulatório (23;08%); causas externas (17;19%); algumas doenças infecciosas e parasitárias (10;24%); além das doenças do aparelho respiratório (5;98%). O coeficiente de mortalidade feminina em idade reprodutiva foi de 130;15 óbitos por 100.000 mulheres. Houve uma redução estatisticamente significante para os coeficientes de mortalidade feminina em idade reprodutiva de acordo com os quadriênios estudados para os óbitos em geral e por causas externas. Entretanto; esta diminuição ocorreu às custas do decréscimo dos acidentes de transporte; visto que o coeficiente de mortalidade por homicídios foi bastante elevado; bem superior aos demais estudos; apresentando tendência crescente ao longo dos anos. A razão de mortalidade materna foi de 69;61 óbitos por 100.000 nascidos vivos. As mortes obstétricas diretas foram as principais causas dos óbitos maternos; cujas causas básicas mais freqüentes foram: distúrbios hipertensivos (42;7%); distúrbios hemorrágicos (15;73%); distúrbios infecciosos (11;24%); distúrbios tromboembólicos (11;24%) e complicações do abortamento (7;87%). Chama atenção ainda; o elevado percentual de mortalidade materna por cardiopatias; tanto para as causas obstétricas indiretas (43;4%); como para a mortalidade materna em sua totalidade (16;2%). Elevados coeficientes de mortalidade; por 100.000 mulheres; foram encontrados de forma geral e para as mais freqüentes causas básicas de óbito representadas pelos homicídios (11;11); doenças cerebrovasculares (9;83); doenças isquêmicas do coração (8;37); neoplasias malignas da mama (6;60) e doenças virais (6;50). Houve tendência ao decréscimo dos coeficientes de mortalidade por neoplasia maligna do útero e por tuberculose ao longo dos anos estudados; porém com valores bastante superiores quando comparados a outros trabalhos. É necessário que haja a criação de políticas de saúde voltadas para a população feminina em idade reprodutiva; além do monitoramento permanente da sua mortalidade; visando a melhoria da assistência à saúde feminina na cidade de Recife.
     
    Baixar arquivo