Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.55 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise comparativa dos modelos de educação profissional agrícola: sistema escola-fazenda e a formação por competência no Centro Federal de Educação Tecnológica de Urutaí/GO
Autor:  
  José de Oliveira Campos   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRRJ/EDUCAÇÃO AGRÍCOLA
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2005
Acessos:  
  96
Resumo  
  O presente trabalho tem por objetivo analisar os Modelos Curriculares implementados no Sistema Escola-Fazenda e no Currículo por Competência. O local do estudo foi o Centro Federal de Educação Tecnológica de Urutaí/GO (CEFET Urutaí); por ser uma das instituições pioneiras na implementação dos dois modelos curriculares. Partindo desse pressuposto; procurou-se organizar o trabalho em dois momentos. O primeiro fundamentou-se; principalmente; no recolhimento; catalogação; organização; leitura e interpretação de textos sobre o Ensino Agrícola no país; a origem do CEFET de Urutaí; o Sistema Escola-Fazenda (SEF) e a Reforma da Educação Profissional (REP) na área Agropecuária. No segundo momento; realizaram-se o levantamento; a implementação e o funcionamento dos modelos para a educação agrícola; utilizou-se; para isto; a observação participativa através de entrevistas e questionários aos docentes; para obter-se a opinião dos atores do processo. Observou-se; através dos depoimentos; que os docentes ainda sentem dificuldades para adaptar-se ao Currículo por Competência. Destacou-se também a redução das atividades práticas; que eram intensas no Sistema Escola-Fazenda. Para os docentes; são nas Unidades Educativas de Produção (UEPs) que os alunos desenvolveriam o aprender a fazer; a ser; a conhecer e a conviver. Observou-se nos depoimentos a necessidade de um melhor preparo dos docentes para maior entendimento da REP; o que pode ser observado pelo grande número de Matrizes Curriculares implantadas e reorganizadas no CEFET Urutaí/GO; no período compreendido entre 1995 a 2003. A separação do Ensino Médio da Educação Profissional também foi apontada pelos docentes como um problema a ser superado. Portanto; o propósito desta pesquisa foi apresentar um material que gere reflexões sobre os modelos; já que novas legislações estão em vigor (Decreto n.º 5.154/04; Parecer CEB/CNE n.º 39/05 e a Resolução n.º 01/05); trazendo novamente para debate a Reforma da Educação Profissional no CEFET Urutaí/GO e no Brasil.
     
    Baixar arquivo