Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.63 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Do movimento operário para universidade: León Trotsky e os estudos sobre o populismo brasileiro
Autor:  
  Felipe Abranches Demier   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFF/HISTÓRIA
Área Conhecimento  
  HISTÓRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  429
Resumo  
  O tema desta dissertação é a relação que acreditamos existir entre o pensamento trotskista e parcela significativa da intelectualidade brasileira que; nas décadas de 1960 e 1970; destacou-se por trabalhos dotados de uma perspectiva crítica às interpretações “dualistas” e “etapistas” sobre a realidade sócio-histórica nacional. Desse modo; nos propusemos a discutir como algumas idéias do revolucionário russo León Trotsky assim como determinadas teses produzidas pelos agrupamentos políticos brasileiros de linha trotskista existentes no período 1930-1964 se encontram presentes em trabalhos acadêmicos de autores como Florestan Fernandes; Fernando Henrique Cardoso; Rui Mauro Marini e Francisco de Oliveira. Mais especificamente; abordamos a proximidade existente entre as elaborações de Trotsky acerca dos regimes bonapartistas “sui generis” que despontavam na América Latina a partir da década de 1930; as formulações do Partido Operário Revolucionário (POR) sobre o regime político brasileiro de 1945-1964 (em especial o segundo governo Vargas) e os trabalhos acerca do “populismo” brasileiro realizados por Octavio Ianni e Francisco Weffort.
     
    Baixar arquivo