Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  115.13 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O complexo de Sofia: ciência, desejo e educação à luz do pós-estruturalismo
Autor:  
  Pablo Dias Fortes   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRJ/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  448
Resumo  
  O presente trabalho consiste na desconstrução de um dos principais fundamentos do chamado ‘discurso científico’ – e; conseqüentemente; do cientificismo presente também no campo educacional – a partir da crítica de Jacques Derrida em torno do projeto estruturalista. Discute; assim; as fragilidades teóricas relativas ao conceito de ‘estrutura’; bem como a tentativa de se fazer deste conceito a matriz por excelência do pensamento científico; especialmente após a lingüística de Saussure e da antropologia de Lévi- Strauss. Neste sentido; argumenta-se que a noção de estrutura não passaria de um mero recalque lógico oriundo de um histórico fetiche epistemológico da própria ciência. Trata-se; portanto; de um exame radical acerca do verdadeiro motivo pelo qual a ciência tem se desenvolvido desde o seu clássico nascimento grego; isto é: como a expressão de um desejo. Por fim; termina com uma reflexão sobre os principais aspectos da obra de Rubem Alves; destacando sobretudo sua perspectiva anticientificista da educação.
     
    Baixar arquivo