Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1,41 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Lá, do outro lado: subjetivação em dois filmes de Chantal Akerman
Autor:  
  Carla Ludmila Maia Martins   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFMG/COMUNICAÇÃO SOCIAL
Área Conhecimento  
  COMUNICAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  815
Resumo  
  O trabalho propõe pensar como os elementos fílmicos explorados pela cineasta Chantal Akerman em dois de seus filmes - os documentários De l'autre côté (2002) e Lá-bas (2006) - permitem refletir sobre a noção de subjetivação; elaborada por Foucault e retomada por Deleuze. Seja pela presença da diretora em cena; seja pelas referências autobiográficas; a obra de Akerman é; com frequência; considerada pelos críticos como subjetiva ou auto-referente. Apesar de não desconsiderar tais aspectos; o trabalho busca oferecer uma abordagem dos filmes que ultrapassa a questão da autobiografia ou mesmo da subjetividade; em direção a um estudo dos processos que o cinema pode atualizar e das forças que nele atuam. Dentre os elementos utilizados pela diretora; destacamos o olhar; a voz e a escrita como principais instrumentos de análise; ao lado das considerações acerca do tempo cinematográfico. Ao propor um diálogo entre o conceito filosófico da subjetivação e os recursos expressivos dos filmes de Akerman; o trabalho defende; em última instância; uma potência própria do cinema; tomado como pensamento em imagens e sons que permite inventar novos modos de existência; formas de vida.
     
    Baixar arquivo