Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  874,33 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Produção e gestão no teatro de grupo como projeto de construção de autonomia
Autor:  
  Flavia Janiaski Vale   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UDESC/TEATRO
Área Conhecimento  
  ARTES
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  570
Resumo  
  A presente dissertação apresenta uma reflexão sobre os procedimentos de produção relacionados com o Teatro de Grupo. A pesquisa desenvolvida analisa os procedimentos de produção grupais enquanto formas de gestão autônoma associadas à articulação de zonas de autonomia características do trabalho de grupo. Para tanto analiso os procedimentos de três grupos nacionais: Grupo Galpão (MG); Grupo Imbuaça (SE); Companhia Carona (SC). Estes grupos constituem um universo polivalente no que se refere aos procedimentos de trabalho; e ao mesmo tempo representam zonas culturais distintas de “um certo” teatro produzido nas mega-capitais brasileiras – RJ e SP. A dissertação se propõe a delinear um perfil destes grupos; destacando suas afinidades e diferenças para identificar estratégias de produção e de organização administrativas que sirvam de alicerce na construção de autonomia destes grupos. Partindo do princípio de que o Produtor e Administrador Teatral são vistos como um elo entre o mercado; os artistas; o Estado e o público. E que estes - produtor e administrador – constituem o núcleo administrativo do teatro de grupo com a função de pensar estratégias de produção e distribuição do bem cultural; e este núcleo está intrinsecamente ligado ao processo de criação artística do mesmo. A principal questão a ser respondida é: como este produtor/gestor vai ultrapassar a lógica da arte de mercadoria para a arte com significação? Fazendo com que o projeto artístico defina o financiamento e não o financiamento defina o projeto artístico. Em segundo plano procuro delinear estratégias de produção que busquem a autonomia financeira e artística do teatro de grupo.
     
    Baixar arquivo