Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.10 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Análise dinâmica da interação solo-estrutura para estruturas superficiais utilizando a transformada implícita de fourier (ImFT)
Autor:  
  Ulises Bobadilla Guadalupe   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNICAMP/ENGENHARIA CIVIL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA CIVIL
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  203
Resumo  
  ANÁLISE DINÂMICA DA INTERAÇÃO SOLO-ESTRUTURA PARA ESTRUTURAS SUPERFICIAIS UTILIZANDO A TRANSFORMADA IMPLÍCITA DE FOURIER (ImFT)O presente trabalho mostra à análise da interação solo-estrutura de uma estrutura superficial submetida a uma excitação sísmica; utilizando a transformada implícita de Fourier (ImFT).Referido à superestrutura; os efeitos da interação alteram a resposta estrutural final; devido à inter-relação dinâmica entre o movimento translacional do solo e o movimento da base de fundação que incluem as suas componentes de translação e rotação. Conseqüentemente; se primeiro se avaliam os movimentos da fundação [produto da interação solo-estrutura (SSI)]; a resposta estrutural final poderá ser resolvida depois via análise modal da superestrutura. Todo o processo de análise é feito no domínio da freqüência. A resposta estrutural é avaliada através da chamada Transformada Implícita de Fourier (ImFT) implementando-se para isto um algoritmo computacional que avalia a resposta dinâmica utilizando a ImFT eficientemente.A ImFT é uma avaliação racional das matrizes envolvendo as transformadas discretas de Fourier (DFT); para num mesmo processo matricial achar diretamente a resposta dinâmica estrutural no domínio do tempo Comumente; para a análise no domínio da freqüência; tem-se utilizado a FFT (Fast Fourier Transform). Embora a FFT seja computacionalmente eficiente; apresenta-se aqui outro processo computacional alternativo a FFT e bastante competente para certos tipos de carregamento tais como uma excitação sísmica. O número de termos a utilizar para a resposta dinâmica na FFT deve ser potência de 2; portanto; se não for atingida precisão suficiente com um número de termos definido; somente duas vezes este número de termos deverão ser usados. A ImFT possui duas características importantes: o número de termos da resposta é arbitrariamente escolhido e a DFT é implicitamente executada no mesmo procedimento que leva a resposta no domínio do tempo.
     
    Baixar arquivo