Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  785.74 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  De "babás de luxo" a professoras: narrativas autobiográficas, formação e docência na educação infantil
Autor:  
  Leomárcia Caffé de Oliveira Uzêda   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNEB/EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  2,103
Resumo  
  O presente estudo inscreve-se numa pesquisa no âmbito do Mestrado em Educação e Contemporaneidade da Universidade do Estado da Bahia - UNEB; desenvolvida entre abril de 2005 e setembro de 2007; através de inquietações e leituras realizadas sobre a temática formação docente e história de vidas de professoras de Educação Infantil; bem como; das experiências e trajetória da pesquisadora enquanto professora e professora-formadora nesta área. Analisar; através das narrativas autobiográficas; a trajetória de vida e formação de professoras da educação infantil; destacando a relação deste percurso - profissional/pessoal - com o processo de construção da identidade profissional tornou-se objeto de estudo. Refletir sobre como tais profissionais vêm lidando com as demandas e necessidades formativas para esta área; identificar e buscar entender o que impulsionou tais profissionais a escolher a profissão; contribuir através narrativas (auto) biográficas das professoras para ampliar a discussão sobre esse campo de atuação; assim como a ressignificação da identidade desta profissional se constituem em objetivos da pesquisa. O estudo foi desenvolvido no campo da pesquisa qualitativa e buscou analisar as histórias de vida de mulheres; professoras da educação infantil; à luz da abordagem autobiográfica como fonte de investigação. Constituem-se sujeitos da pesquisa cinco professoras de educação infantil que iniciaram a profissão a mais de quatro anos e desenvolvem suas atividades docentes em instituições públicas e particulares no Município de Feira de Santana. Como instrumentos para coleta das narrativas foram utilizados entrevistas e registros escritos das professoras construídos no espaço de formação continuada das instituições que atuam. O estudo possibilitou uma reflexão sobre o ingresso na profissão; os desafios da prática; obstáculos que as professoras enfrentam no seu dia-a-dia; quando foram ouvidas suas impressões sobre momento atual da educação infantil e; por conseguinte da sua profissão. A pertinência da pesquisa reside na reflexão sobre o significado e singularidade da educação infantil; sobre a necessidade de uma formação inicial e continuada para as profissionais que nela atuam e na importância de considerarmos suas trajetórias e contextos de experiências para que assim entendamos a complexidade e amplitude do tema; a sua abrangência. A educação infantil é apresentada enquanto campo repleto de contribuições a dar para as outras áreas; níveis de ensino. Entretanto; o desafio é continuar promovendo uma discussão sobre esse tema; sobretudo; a formação de suas profissionais.
     
    Baixar arquivo