Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.03 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O “golpismo democrático” Carlos Lacerda e o jornal tribuna da imprensa na quebra da legalidade (1949 - 1964)
Autor:  
  Marcio de Paiva Delgado   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFJF/HISTÓRIA
Área Conhecimento  
  HISTÓRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  206
Resumo  
  Entre a Constituição de 1946 e o Golpe Militar de 1964; o Brasil atravessou um período democrático marcado por várias crises políticas. Dentre os novos partidos da redemocratização; a UDN iria se destacar como a principal oposicionista dos governos federais no período; e apesar da sua formação heterogênea inicial e de sua constante diversidade; ela se posicionaria “à direita” do cenário político. No seu quadro de membros partidários mais influentes; estava presente o jornalista Carlos Lacerda – proprietário; diretor e editor do jornal Tribuna da Imprensa. O jornal; que foi se tornando um dos principais palanques da UDN; foi também um instrumento poderoso para a construção de um discurso radicalmente oposicionista em relação às esquerdas; a Getúlio Vargas e a seus “herdeiros”. O jornal refletia a vertente mais radical da UDN; tendo em determinados momentos; como nos anos 50; um discurso claramente golpista o qual defendia a quebra da legalidade em nome de uma suposta “verdadeira” democracia; diferente e sem as influências da nascida ao apagar das luzes do Estado Novo. Em outros momentos; como durante as crises dos anos 60; mudou o discurso para atacar o governo federal; acusando-o de subversivo e agitador. Ajudando a configurar dentro da UDN o movimento conhecido como lacerdismo; vinculado diretamente a figura do jornalista Carlos Lacerda; a Tribuna da Imprensa fez a ligação entre a atuação parlamentar da UDN radical junto à opinião pública nos momentos de crise institucionais. Carlos Lacerda destacou-se na imprensa atacando duramente o governo através de vários aparelhos de comunicação de massas: a imprensa escrita; o rádio e a televisão; os quais foram importantes para a divulgação e construção de sua imagem junto à população; tornando-se um grande líder político a nível nacional.
     
    Baixar arquivo