Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  11,60 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  No olho da rua : dinâmicas da arte urbana na cidade de Maceió.
Autor:  
  Ivvy Pedrosa Cavalcante Pessôa Quintella   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFAL/DINÂMICA DO ESPAÇO HABITADO
Área Conhecimento  
  ARQUITETURA E URBANISMO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  802
Resumo  
  A construção desta dissertação baseou-se na compreensão de que as manifestações artísticas enriquecem a experiência vivencial-sensorial na cidade; sendo; de algum modo; significativas para a população. Propôs-se neste trabalho inventariar as expressões de arte urbana presentes nos espaços públicos de Maceió; para; a partir delas; analisar as dinâmicas que envolvem sua criação e sua presença na cidade. A expressão no olho da rua pretende; assim; aludir à situação de estar de corpo presente no espaço público da cidade. Esta investigação foi composta por três principais etapas de trabalho; a saber: 1 - Inventário das manifestações artísticas presentes nos espaços públicos e coletivos de Maceió; 2- Classificação destas manifestações; 3- Análise das diversas categorias e do conjunto. Os referenciais teóricos; históricos; urbanos e artísticos foram abordados em duas seções distintas. A primeira seção objetivou introduzir alguns conceitos fundamentais que relacionam cidade e arte no contexto contemporâneo. A segunda seção dedica-se a traçar um breve panorama da formação urbana de Maceió; enfocando seus referenciais históricos e culturais. A análise do inventário da arte urbana de Maceió divide-se em três seções. As seções três e quatro tratam da arte urbana oficial: esculturas públicas; memoriais e corredor cultural. A quinta e última seção trata da arte urbana não concretizada por meio de iniciativas das administrações públicas; denominadas de arte urbana não-oficial: o popular e o efêmero. Do ponto de vista da pesquisa em arte contemporânea; a relevância deste estudo encontra-se em sua inserção no campo de investigação da relação; cada vez mais intrínseca; entre arte e cidade; e; mais ainda; entre arte e vida.
     
    Baixar arquivo