Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.21 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A bandeira e máscara: um estudo sobre a circulação de objetos rituais nas folias de reis
Autor:  
  Daniel Bitter   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRJ/SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA
Área Conhecimento  
  ANTROPOLOGIA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  528
Resumo  
  Esta tese aborda o lugar que certos objetos ocupam em sistemas de trocas de natureza ritual. Adotando os objetos materiais como ponto de vista para observar essas relações; enfatiza-se o modo como eles estabelecem mediações entre domínios sociais e comoslógicos diversos; desencadeando transformações sociais e simbólicas. O foco da descrição e análise é a circulação da bandeira e da máscara no contexto social e ritual das folias de reis; empreendimento festivo que ocorre em grande parte do território brasileiro. Trata-se de grupos de cantores e instrumentistas que realizam anualmente visitas rituais às casas de devotos; distribuindo bênçãos em troca de donativos destinados à festa dedicada aos Reis Magos. Etnograficamente; a bandeira e a máscara se insinuam enquanto símbolos dominantes; apresentando-se de forma complementar e produzindo reflexos no plano das ações sociais e rituais. Procura-se mostrar como esses objetos; ligados entre si pelas pessoas que coletivamente os manipulam; materializam vínculos fundamentais; pondo o sistema em movimento e permitindo a emergência de novas idéias e sentidos. Acompanham-se o deslocamento das folias de reis por contextos multiculturais; quando os objetos passam; então; a ser vistos a partir de “enquadramentos” particulares; ganhando novos significados.
     
    Baixar arquivo