Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3,33 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Estrutura e dinâmica de uma população de Caesalpinia echinata lam. (Pau-Brasil) no litoral norte da Paraíba: uma perspectiva para conservação da espécie
Autor:  
  Sylvia Sátyro Xavier Tertuliano   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFPB/GERENCIAMENTO AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ECOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2006
Acessos:  
  759
Resumo  
  O Pau-Brasil (Caesalpinia echinata Lam.) é uma espécie nativa da Mata Atlântica, explorada ostensivamente desde do descobrimento do Brasil. Nos dias atuais, quase que desapareceu em decorrência da devastação das matas costeiras, estando presente na lista oficial de espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção. Este trabalho teve como objetivos estudar a dinâmica e o comportamento estrutural de uma população nativa de Pau-Brasil com vistas a manutenção da biodiversidade e conservação desta espécie em seu ambiente natural. O trabalho foi desenvolvido na estação ecológica do Pau-Brasil, no litoral Norte do estado da Paraíba, no município de Mamanguape, nas coordenadas (6º 36' 16'' S, 35º 07' 45'' W). Para caracterização da vegetação da estação ecológica foi adotado o método das parcelas múltiplas, distribuindo-se aleatoriamente 100 parcelas de 10 x 10 metros. Em cada unidade de amostra foram tomados os dados de diâmetro a altura do peito (DAP) e a altura total de todos indivíduos arbóreos, inclusive o Pau-Brasil. A partir dos dados obtidos foram calculados os parâmetros abundância, freqüência, dominância, valor de importância e de cobertura, sendo também calculado o índice de diversidade de Shannon e a equabilidade (J). Exclusivamente para o Pau-Brasil foram realizadas observações sobre o padrão de floração e da frutificação, como também acompanhamento da regeneração natural, mortalidade e o recrutamento da espécie, para isto foram delimitadas 20 sub-parcelas de 1x 1 metro, que após um seis meses e um ano foram recensiadas e remedidas. De acordo com os resultados da composição florística e fitossociológica, a família mais rica em número de gêneros e espécies foi a Leguminosae, a espécie mais dominante e com maior valor de importância e de cobertura foi a C. echinata. O índice de diversidade de Shannon calculado foi de 3,14, e a equabilidade (J) foi de 0,83. A distribuição da freqüência dos diâmetros dos indivíduos de Pau-Brasil apresentou uma tendência a uma distribuição normal (em forma de sino) e o índice "q" de Liocourt indicou que a população apresentou uma distribuição desbalanceada, por ter a mortalidade superado o recrutamento ao longo dos tempos. As observações do padrão de floração e frutificação revelaram uma correlação entre o período de menor concentração de chuvas e a presença destas fenofases. O processo de dispersão da espécie ocorreu por deiscência explosiva, com a maior quantidade de plantas, concentradas em um só local da mata. A espécie apresentou um baixo desenvolvimento de suas plantas e um índice de mortalidade calculado, após um ano de 81,14%. Para garantir a preservação da espécie na Estação Ecológica do Pau Brasil recomenda-se a adoção de medidas conservacionistas, tais como: delimitar uma zona de amortecimento, proteger integralmente o local por meio de uma vigilância contínua, promover o incentivo a pesquisas científicas e auxiliar no desenvolvimento de projetos sustentáveis envolvendo a comunidade que reside no entorno da estação ecológica, dando a esta comunidade um meio de obtenção de renda, diminuindo assim a pressão antrópica sobre o fragmento florestal.
     
    Baixar arquivo