Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.08 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Políticas de educação profissional e tecnológica: a influência dos princípios de gestão democrática nas deliberações do CEFET-MG
Autor:  
  Edson Maciel Peixoto   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNB/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  463
Resumo  
  O estudo discute a atuação dos órgãos colegiados do CEFET-MG; em especial do Conselho de Ensino; na construção das políticas da instituição a partir das políticas governamentais do sistema federal de ensino entre os anos de 2003 e 2006. Fundamentam; teoricamente; o estudo; os movimentos de construção; e desconstrução; das políticas de ensino e de organização da Educação Profissional e Tecnológica no Estado brasileiro; ao longo de uma trajetória histórica iniciada em 1549. Verificamos; também; como o CEFET-MG se desenvolveu com vistas a possibilitar tanto a oferta dessa modalidade de educação quanto para garantir a participação da comunidade acadêmica nos processos decisórios. Para atingir tais objetivos; empreendemos uma pesquisa qualitativa; lançando mão de pressupostos teóricos; para; num movimento dialético; compreendermos um determinado momento histórico. A abordagem dos documentos legais; entre os quais as legislações exaradas pelo sistema federal de ensino e as deliberações; colhidas através de atas e resoluções dos Conselhos de Ensino e Diretor do CEFET-MG; seguiu um movimento analítico. Aplicamos; também; entrevistas semi-estruturadas a quatorze Conselheiros do Conselho de Ensino e ao Diretor Geral do CEFET-MG; as quais foram abordadas à luz do aporte teórico selecionado. Entre as proclamações do Governo Federal; as afetas diretamente ao CEFET-MG foram: ordenação do processo de escolha dos dirigentes; a possibilidade de retorno dos cursos integrados; bem como na manutenção dos cursos de tecnólogos e a criação do PROEJA. Constatamos; por um lado; a atuação do Governo Federal ao instituí-los; no sentido de distinguir o CEFET-MG; ora como associação heterônoma; ora como associação autônoma e; por outro; a atuação do Conselho de Ensino do CEFETMG no sentido do exercício; ora da autonomia institucional; ora de uma soberania disfarçada de autonomia. Os principais resultados das análises foram: a superação das contradições imbricadas nas políticas governamentais; a garantia na definição dos rumos da instituição pela comunidade acadêmica; a identificação da importância de uma ampla estrutura colegiada e da participação como mecanismos de construção dos princípios de gestão democrática da educação; garantindo políticas públicas com sólidas raízes no projeto de país e não de governos transitórios.
     
    Baixar arquivo