Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.22 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A Reestruturação da Educação Profissional no Brasil e o Processo de Metamorfose dos Centros Tecnológicos Federais: estudo de caso do Centro Federal de Educação Tecnológica de Alagoas.
Autor:  
  Mario Cesar Jucá   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFBA/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  855
Resumo  
  Esta pesquisa objetiva desvelar o atual estado de mudança que configura o processo de metamorfose dos Centros Tecnológicos Federais; ou melhor; as modificações que estão se processando e as novas feições assumidas; tomando como referência básica o caso do Centro Federal Tecnológico de Alagoas (CEFET/AL). Examina como se equaciona a questão da natureza; da identidade e do papel do CEFET/AL no quadro das atuais políticas de Educação Profissional e das tensões e desafios contemporâneos. A investigação teve como ponto de partida a política de diversificação e diferenciação que reconfigura o sistema de Educação Profissional no Brasil; com base em um modelo que associa flexibilidade; competitividade e avaliação. Desenvolveu-se uma investigação do cotidiano da gestão do Centro e da produção do trabalho acadêmico do CEFET/AL; explicitando suas interfaces com o contexto mais amplo; particularmente com as atuais políticas de Educação Profissional; resultando uma análise pormenorizada dos processos; movimentos e tendências nas áreas de gestão; financiamento; avaliação; currículo; pesquisa e pós-graduação. A pesquisa evidencia a intensificação de um jogo concorrencial da diferenciação e da distinção institucional entre os Centros Tecnológicos Federais; ou melhor; da luta pela independência e pela ocupação de posições específicas e diferenciadas; o que pode contribuir para o desmonte do sistema federal de Educação Profissional; uma vez que esse processo vem rompendo; paulatinamente; elementos de convergência que parecem ter assegurado; historicamente; certo nível de solidariedade nesse campo institucional. Ressaltam-se as diferenças essenciais entre os Centros que começam a ser exibidas; especialmente na forma de estruturação e de organização interna; na produção do trabalho docente; nos indicadores acadêmicos e na tomada de posição diante das políticas de Educação Profissional e demandas do mercado. As mudanças no CEFET/AL indicam amplo processo de modelação organizacional com o objetivo de torná-la mais ágil e eficiente como evidencia; por exemplo; a simplificação de sua estrutura acadêmica; a extinção progressiva das diretorias; a tentativa de desburocratizar os processos administrativos e acadêmicos e a implantação de sistemas de controle e gerenciamento administrativos. Boa parte desse ajustamento faz-se por meio de uma adequação da gestão e do trabalho acadêmico aos parâmetros e aos ritmos da Gratificação de Incentivo à Docência (GID) e aos ditames das condições objetivas locais e regionais que se expressam por intermédio dos convênios e da prestação de serviços remunerados; além da expansão dos cursos de graduação e melhoria generalizada dos índices de produtividade.
     
    Baixar arquivo