Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.34 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O câncer no Estado de São Paulo: uma análise de morbi-mortalidade e do gasto público.
Autor:  
  Rosana Maria Tamelini   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  FCMSCSP/SAÚDE COLETIVA
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  191
Resumo  
  O aumento da expectativa de vida e o envelhecimento populacional levam ao aumento da ocorrência de doenças crônicas; incluindo as enfermidades cardiovasculares e o câncer. Este último é atualmente reconhecido como uma das mais importantes causas de mortalidade no mundo. O padrão de ocorrência do câncer no Brasil e no estado de São Paulo inclui tanto os tipos predominantes em países desenvolvidos; tais como o câncer de mama; próstata; cólon-reto; como também aqueles tumores associados tradicionalmente associados à pobreza; tais como o câncer de boca; colo do útero e estômago. OBJETIVOS: Caracterizar o problema do câncer no estado de São Paulo; em relação à mortalidade; morbidade e aos gastos federais com a assistência oncológica. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo. Para a análise da mortalidade foram utilizados os dados do Sistema de Informação de Mortalidade - (SIM). Foram analisadas as tendências da mortalidade por câncer em geral e para as topografias mais freqüentes no período de 1980 a 2004; foram calculados os coeficientes brutos e ajustados; utilizando a população padrão mundial de Segi; as tendências foram analisadas utilizando o método de regressão linear e foi calculada a variação percentual anual de crescimento ou decréscimo e seus respectivos intervalos de confiança de 95%. Os casos de câncer incluídos no Registro Hospitalar de Câncer da Fundação Oncocentro de São Paulo; para o período de 2000 a 2005; foram descritos em relação às características de tempo; lugar e pessoa; com especial ênfase nos intervalos entre a consulta; diagnóstico e tratamento. Para a análise dos gastos federais foram identificados os repasses de recursos da União; para o gestor estadual e gestores municipais; no período de 2000 a 2005; registrados no Fundo Nacional de Saúde. RESULTADOS: Observou-se que no período de 1980 a 2004; o câncer foi a causa básica de 13;2% de todos os óbitos registrados no estado de São Paulo. Notou-se uma tendência de aumento da mortalidade por câncer no período; estatisticamente significativa; para ambos os sexos. As tendências foram crescentes para os cânceres de pulmão; cólon/reto; boca/orofaringe (sexo masculino); mama (sexo feminino) e próstata; mas decrescentes para o câncer do colo uterino e estômago (sexo masculino e sexo feminino). Não foi observada tendência estatisticamente significativa para a mortalidade por câncer de boca/orofaringe no sexo feminino. Em relação aos casos registrados no RHC-SP; o câncer de mama foi o mais freqüente no período do estudo; seguido pelo câncer de próstata; pele e colo uterino. As medianas dos intervalos de tempos entre a 1ª consulta e o diagnóstico; diagnóstico e início do tratamento e 1ª consulta e início do tratamento; apresentaram valores de 0 a 12 dias; 0 a 63 dias e 9 a 70 dias; respectivamente; dependendo do tipo de câncer analisado. Houve incremento nos gastos federais no período de 2000-2005; sendo que 32;9% dos recursos foram gastos com internações e 67;1% com quimioterapia e radioterapia.
     
    Baixar arquivo