Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  32.47 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A Igreja e a pós-modernidade.
Autor:  
  Arlene Denise Bacarji   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/RS/TEOLOGIA
Área Conhecimento  
  TEOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  475
Resumo  
  Este trabalho se propõe a fazer uma demonstração genérica da influência da cultura pós-moderna na Igreja enquanto instituição sólida, sacramental, de Tradição coletiva. Mostra que o homem da pós-modernidade se contrapõe a três dos aspectos essenciais do que é Igreja, pois este é: relativista, subjetivista e individualista, além de voltado para si mesmo. Tal cultura exerce uma influência na Igreja por meio da consciência de seus membros que é formada por aquela numa relação dialética. Sendo assim a consciência dos membros, - subjetivista, individualista e narcísica, - causam dano à Instituição por quebrarem sua plausibilidade perante o povo e perante os próprios membros. A falta de plausibilidade causa perda da coesão e da legitimação. Esse é o motivo da crise da Igreja Católica Romana. A solução está na formação, em que pode haver uma retificação da consciência e da razão, que foi deformada pela modernidade e pós-modernidade.
     
    Baixar arquivo