Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  549.13 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Formação de professores da educação infantil no Paraná: políticas e legislação educacionais (1961-1996)
Autor:  
  Salete Gerardi de Lima Chrun   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNESP/MAR/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  417
Resumo  
  Esta dissertação aborda o tema da formação de professores da educação infantil no Paraná através do estudo das políticas e da legislação educacionais implementadas entre 1961 e 1996; com o objetivo principal de reconstituir a trajetória de formação do professor paranaense. Este período justifica-se pelas modificações promovidas pelas Leis de Diretrizes e Bases da Educação e pelas reformas educacionais no país. O estudo fundamenta-se em uma análise documental qualitativa a partir de fontes bibliográficas da legislação: a LDB nº. 4.024/61; as reformas nº. 5.540/68 e nº. 5.692/71; a LDB nº. 9.394/96; a Lei nº. 4.978/64 – Sistema Estadual de Ensino do Estado do Paraná; no tocante à formação do professor de educação infantil; e a Deliberação nº. 034/93 do CEE-PR; que estabelece as normas de formação para atuar na Educação Infantil; além das Propostas Curriculares do Magistério; dos Referenciais para Formação de Professores; dos Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil; e outros documentos oficiais que dizem respeito a este nível de ensino. Essas análises são mediadas pelas contribuições de Arce (2001); sobre as políticas para a educação infantil; Campos (1994); sobre a formação de professores na educação básica e as políticas de educação infantil; Kramer (2005); com a discussão da política do pré-escolar no Brasil e a formação dos profissionais de educação infantil; Kishimoto (1999); com as políticas de formação profissional para educação infantil; Kuhlmann Júnior (1998); sobre infância e educação infantil; Pimenta (1997); com reflexões sobre a formação de professores para a educação infantil e políticas de formação do profissional de educação infantil; e Rocha (1999); também sobre a formação de professores de educação infantil. Percebeu-se; neste percurso traçado; a especificidade do profissional de educação infantil; as políticas instituídas para a sua formação e a relevância que este profissional adquiriu no processo histórico.
     
    Baixar arquivo