Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.63 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Avaliação da citotoxicidade e síntese de 3-Aril-5-Tiazolidinil-1,2,4-Oxadiazois em Aspergillus sp.
Autor:  
  Ivana da Rosa Garcia   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [ea] Edição do Autor
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIAS
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  388
Resumo  
  Este trabalho explorou a síntese e a avaliação da atividade citotóxica do 1,2,4- oxadiazois, derivados das arilamidoximas e tiazolidinas. Estes compostos foram preparados através das reações das arilamidoximas (benzamidoxima; 4- clorobenzamidoxima; 4-toluilamidoxima; 4-metoxibenzamidoxima) com as tiazolidinas derivadas da L-cisteína etil-éster com acetona, formaldeído e ciclo-hexanona, utilizando carbonato de potássio e tolueno sob refluxo, durante 24 horas. Em outra metodologia, empregou-se uso de micro-ondas sem o uso de solvente para preparação dos oxadiazois. Os 1,2,4-oxadiazois foram sintetizados com rendimentos razoáveis, entre 48-68%, e entre 27-50%, nas metodologias empregando solvente e micro-ondas respectivamente. Os compostos foram identificados por espectroscopia no infravermelho (IV), ressonância magnética nuclear de hidrogênio (RMN 1H) e carbono-13 (RMN 13C), através das quais se confirmou a obtenção dos compostos heterocíclicos de interesse. A reação de síntese, realizada por irradiação de micro-ondas, é uma forma quimicamente mais limpa com ganhos ambientais significativos: redução no tempo reacional; meio reacional livre de solventes; eficiência energética nas reações propostas e a não geração de efluentes. O 1,2,4-oxadiazol, derivado da benzamidoxima e da tiazolidina obtida através da reação da L-cisteína etil-éster e do formaldeído, após purificação por placa preparativa, foi avaliado através da atividade citotóxica contra várias cepas em Aspergillus sp., obtida da coleção de Microrganismos de Microbiologia Industrial (UNISC). Através da técnica de determinação de crescimento em ágar Sabouraud-dextrose com diluição seriada, a solução do composto inibiu o crescimento do fungo de todas as amostras na faixa de concentrações avaliadas, sendo que, de maneira geral o efeito de inibição se intensificou com o aumento da concentração do composto.
     
    Baixar arquivo