Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  10.23 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Ferrovia e organização do espaço urbano em Araguari - MG (1896-1978)
Autor:  
  Fabio de Macedo Tristão Barbosa   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFF/GEOGRAFIA
Área Conhecimento  
  GEOGRAFIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2008
Acessos:  
  399
Resumo  
  Esta dissertação procurou investigar alguns aspectos da relação das ferrovia presentes em Araguari-MG na organização do espaço urbano no período de 1896 1978. A partir de um enfoque histórico-geográfico inicialmente buscamos reconstitu a gênese e a evolução do espaço urbano de Araguari; observando o cresciment demográfico e o desenvolvimento sócio-espacial da cidade desde seus primeiro tempos. Prosseguimos; observando as repercussões que tiveram a expansão da estradas de ferro mundo afora; sua penetração em território brasileiro e; por fim su chegada em Araguari; primeiramente; a Companhia Mogiana de Estrada de Ferr em 1896 e; depois a Estrada de Ferro Goiás em 1906. Araguari afirma-se com entroncamento ferroviário importante baldeando a produção regional para o Sudest brasileiro; fato que elegeu Araguari como pólo econômico regional por algum tempo Com a encampação da Estrada de Ferro Goiás pelo Governo Federal em 192 devido as constantes crises do capitalismo; a União promoveu investimento significativos nesta companhia ferroviária; e estes recursos acabaram send canalizados para Araguari que ocupava a sede administrativa desta ferrovia. Est fato proporcionou o adensamento técnico-ferroviário na forma-conteúdo do espaç araguarino; principalmente dos anos 1930 em diante. A relação ferrovia-cidad aprofundou-se no capitalismo antiliberal brasileiro; com a construção do complex ferroviário da Goiás; com vila operária; hospital; escolas profissionais; cooperativ de consumo etc. A Mogiana permitia o link com São Paulo para escoamento d produção; o que permitia também introduzir hábitos; valores; costumes; relaçõe sociais de produção e trabalho característicos da sociedade produtora d mercadorias; enfim; introduziu uma vida urbana ferroviário-capitalista. A cidade d Araguari; gradativamente foi se configurando como uma cidade-ferroviária e; foi isto que esta pesquisa pretendeu mostrar.
     
    Baixar arquivo