Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.47 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Interação e cooperação em sistemas locais de produção: uma análise dos fatores inibidores segundo as especificidades das pequenas empresas.
Autor:  
  Antonio Iacono   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  USP/SC/ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  2,893
Resumo  
  O presente trabalho teve por objetivo realizar uma investigação dos fatores organizacionais e ambientais que inibem as relações de cooperação e interação entre os diversos tipos de atores, conformados em um Sistema Local de Produção (SLP) de Pequenas e Médias Empresas (PMEs). Para a exploração desses fatores inibidores realizou-se um estudo exploratório em um SLP do tipo embrionário, que atua no segmento de máquinas e implementos agrícolas, localizado na região oeste do estado do Paraná. O trabalho apresenta inicialmente uma revisão bibliográfica das diferentes contribuições que analisam os SLPs, ressaltando a importância da proximidade local e das relações entre os diversos tipos de atores para a capacitação das empresas e desenvolvimento do sistema local. Em seguida, apresenta-se a pesquisa de campo, a qual busca, em uma primeira etapa, fazer uma breve descrição da evolução, do mercado e da competitividade do setor de máquinas e equipamentos agrícolas do Brasil. Por fim, a partir da avaliação sobre as relações de cooperação e interação das empresas do arranjo, foram identificados seus fatores inibidores e relacionados às especificidades das empresas. As evidências empíricas demonstraram que os fatores inibidores identificados de maior impacto sobre as interações e ações conjuntas são os organizacionais, e que estes expressam uma forte relação com as características específicas ao porte das empresas.
     
    Baixar arquivo