Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  673.56 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Perfil epidemiológico de pacientes com dermatofitoses ungueais de um laboratório de micologia no Rio de Janeiro de 2002 a 2007
Autor:  
  Ana Paula Martins Xavier   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFF/MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA APLICADAS
Área Conhecimento  
  MICROBIOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  667
Resumo  
  As onicomicoses causadas por dermatófitos são comuns em várias partes do mundo e apresentam frequências variadas de acordo com a localização, condições climáticas, movimentos migratórios e a população estudada. Os dermatófitos são fungos ubíquos, queratinofílicos, sendo Trichophyton rubrum e Trichophyton mentagrophytes os principais agentes etiológicos implicados em onicomicoses na atualidade. O objetivo deste trabalho foi verificar o perfil epidemiológico dos pacientes com onicomicoses causadas por dermatófitos atendidos no serviço de micologia de um laboratório clínico e avaliar os fatores de risco associados. O estudo consistiu no levantamento de dados coletados das fichas de identificação pré-existentes de pacientes com suspeita de onicomicoses atendidos no Laboratório de Investigação em Dermatologia situado na Tijuca, no Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro de 2002 e agosto de 2007. As amostras foram submetidas à confirmação diagnóstica por exame direto e cultura. Os resultados mostraram que as onicomicoses por dermatófitos foram diagnosticadas em 583 amostras clínicas, representando 32,39% dos casos, 64,79% homens e 35,21% mulheres, sendo a faixa etária mais prevalente de 41 a 50 anos. O exame direto mostrou-se positivo em 91,3% das amostras, sendo as hifas hialinas e artroconídios as estruturas mais evidenciadas. Os dermatófitos foram predominantemente isolados nas unhas dos pés (98,5%), tendo a unha do hálux como localização preferencial. As espécies antropofílicas (73,2%) foram as mais envolvidas, sendo T. rubrum o mais isolado. Foi concluído que as onicomicoses predominaram em indivíduos do sexo masculino, com idades variando de 31 a 60 anos, nos pés e tendo como principal agente etiológico T. rubrum.
     
    Baixar arquivo