Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  6.39 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A Mutação Q188r, do Gene Galt, em neonatos de uma cidade mineira Com Alta Freqüência de Galactosemia
Autor:  
  Patrícia Maria Paixão Vaintraub   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFMG/GENÉTICA
Área Conhecimento  
  GENÉTICA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2002
Acessos:  
  212
Resumo  
  .Estudos genéticos sobre peixes podem auxiliar importantes decisões de manejo; principalmente em áreas modificadas ou de forte influência humana; como por exemplo as represas. No estado de Minas Gerais uma área que merece atenção engloba os Rios São Francisco; Paraopeba e Rio das Velhas. No presente trabalho descrevemos a busca por marcadores de DNA para as espécies de peixe Prochilodus lineatus (Curimba) e Salminus brasiliensis (Dourado). A escolha das espécies foi baseada na sua importância econômica; social e ambiental. Utilizando bibliotecas genômicas feitas com o DNA de cada espécie e buscas realizadas com oligonucleotídeos marcados; analisamos por meio de sequenciamento de DNA dezenas de clones positivos para o sinal radioativo que possivelmente indicava uma região de microssatélite. Aproximadamente 34% dos clones positivos apresentaram regiões de microssatélites com potencial de uso para estudos de genética populacional; sendo 36% de P. lineatus e 64% de S. brasiliensis. A seqüência de DNA dos clones isolados foram também analisadas em bancos de dados de DNA e proteína e os resultados enriquecem o conhecimento "genômico" das duas espécies de peixes utilizadas. Mesmo analisando a variabilidade genética em um pequeno número de indivíduos; podemos sugerir que os iniciadores Proli 3 amplificam uma região de microssatélite variável que poderá ser utilizada pelo nosso grupo para análise populacional de P. costatus.
     
    Baixar arquivo