Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  819.09 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Competência do enfermeiro para a promoção e educação em saúde da família
Autor:  
  Ionice Maria Amaral   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNIVALI/SAÚDE
Área Conhecimento  
  CIÊNCIAS DA SAÚDE
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2005
Acessos:  
  487
Resumo  
  O papel do enfermeiro no transcorrer da historia da humanidade passou por fases distintas; e atualmente esta centrada em um modelo diferente daquele biologicista que caracterizou a maior parte da sua historia. A partir da Reforma Sanitária e com a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS); a nova forma de pensar a profissão voltou-se para um modelo educativo; que visa a promoção e a manutenção de um estado de saúde e de vida. Estas mudanças vêm exigindo do enfermeiro qualificação e desenvolvimento de novas competências. E esta nova concepção no contexto sanitário requer mudanças na formação dos enfermeiros; o que obriga as escolas a repensarem currículos e práticas pedagógicas; privilegiando o desenvolvimento de conhecimentos; habilidades e atitudes que atendam a esta nova perspectiva profissional voltada para a promoção e educação em saúde. Uma das mais novas estratégias adotadas pelo Ministério da Saúde para a consolidação do SUS é o Programa Saúde da Família (PSF); que vem revolucionando o mercado de trabalho na área da saúde. A partir desta nova realidade; este estudo procurou identificar quais são as competências necessárias ao enfermeiro para o desenvolvimento da promoção e educação em saúde da família; delineando quais conhecimentos; habilidades e atitudes são necessárias ao profissional para atuar neste novo mercado. Este estudo caracteriza-se por uma pesquisa de campo do tipo descritiva. Tendo sido utilizada uma metodologia originaria da University of North Carolina e introduzida no Brasil por Spínola e Pereira em 1976 que tem seu desenvolvimento em etapas distintas resultando na construção de um organograma denominado Diagrama de Arvore. Este diagrama foi elaborado a partir das considerações de três profissionais de referência na área de promoção educação e saúde da família; cabendo a cada um dos experts estabelecer categorias que foram decompostas e hierarquizadas em 82 componentes considerados fundamentais para o desenvolvimento das competências do enfermeiro. Passando ao método do júri; sendo selecionados na condição de juízas cinco enfermeiras possuidoras de conhecimento abrangente na área; que validaram o estudo considerando 97;56% dos componentes do diagrama como sendo de muita importância. Na seqüência; 31 professores do curso de enfermagem da UNIVALI avaliaram todos os componentes do diagrama; apresentando um índice de desempenho de 9;53; que correspondeu à região de sucesso; conforme a escala de conversão utilizada; revelando que as competências apresentadas no estudo identificaram conhecimentos habilidades e atitudes necessárias ao enfermeiro para o desenvolvimento da promoção e educação em saúde da família. Podendo essa pesquisa colaborar no delinear para formação de um profissional capaz de atender as necessidades de recursos humanos habilitados para consolidação do SUS.
     
    Baixar arquivo