Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  501,75 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A influência do tratamento musicoterapêutico na comunicação de crianças com transtornos do espectro autista
Autor:  
  Gustavo Schulz Gattino   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRGS/SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
Área Conhecimento  
  MEDICINA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  773
Resumo  
  Investigação dos efeitos da musicoterapia psicodinâmica na comunicação verbal, não verbal e social de crianças com transtornos do espectro autista (TEA). Um ensaio controlado randomizado (ECR) com 24 pacientes foi delineado para comparar indivíduos em duas situações, tratamento musicoterapêutico psicodinâmico (n=12) e tratamento standard (procedimentos de rotina como exames médicos e consultas médicas, n=12). As mensurações dos três desfechos foram obtidas antes e após as intervenções através da versão brasileira da Childhood Autism Rating Scale (CARS-BR). Apesar de na análise geral dos resultados não haver diferença estatisticamente significativa entres os grupos, a análise de subgrupo para o tipo de TEA mostrou um resultado positivo para a influência da musicoterapia psicodinâmica em pacientes com transtorno autista (n=5) na comparação de pacientes com o mesmo diagnóstico que receberam o tratamento standard (n=5) com P = 0.008 e tamanho de efeito padronizado de 2.22 (IC 95 % 1.90 to 2.53). Os achados sobre a importância da musicoterapia psicodinâmica na comunicação de autistas são inconclusivos. Ainda assim, a investigação reafirmou benefícios possíveis da musicoterapia encontrados em outros ECR para comunicação não verbal de crianças com transtorno autista.
     
    Baixar arquivo