Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.19 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Aproveitamento de resíduo de pó de fumo e sebo bovino para produção de lipase de Aspergillus niger USP 898 por fermentação em fase sólida
Autor:  
  Mario Augusto Alexandre Coelho   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  394
Resumo  
  O presente trabalho objetivou estudar a utilização de resíduos de pó de fumo e sebo bovino para a atividade lipase de Aspergillus niger em fermentação em fase sólida. Oito cepas de A. niger foram testadas em tubos de ensaio contendo ágar lipase para a seleção da cepa mais produtiva, sendo a cepa Aspergillus niger USP 898 a que apresentou melhor resultado. Dentre as três faixas de granulometria de pó de fumo utilizadas para a produção de lipase, em micro escala, a faixa de 24 - 48 mesh se mostrou mais efetiva. Para produção de lipase em macro escala, uma alíquota de 500 mL de suspensão de esporos do fungo selecionado foi distribuída em seis recipientes plásticos contendo cada um 5 kg de pó de fumo e 2 kg de sebo bovino previamente autoclavados a 120 ºC por 15 min. Deste material incubado a 28 ºC - 32 ºC foram recolhidas amostras para a determinação de atividade de lipase, proteínas totais e gordura residual em função do tempo durante o cultivo em fase sólida por 63 dias. A atividade lipolítica mostrou ser dependente do tempo, apresentando picos característicos de produção em diferentes períodos do experimento. O consumo constante de sebo bovino até o fim do experimento mostra sua importância como indutor da produção de lipase. Desta observação pode-se concluir que o resíduo de pó de fumo e o sebo bovino apresentam potencial para, como substrato, possibilitar a produção de lipase em fase sólida. O baixo custo para obtenção do pó de fumo e sebo bovino é um fator importante para tornar a produção de lipase viável.
     
    Baixar arquivo