Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1,44 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  As atividades culturais na proposta educativa dos cursos técnicos de nível médio integrados do MST-PR
Autor:  
  Jovana Aparecida Cestille   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UTFPR/TECNOLOGIA
Área Conhecimento  
  INTERDISCIPLINAR
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  963
Resumo  
  A presente pesquisa buscou investigar a dimensão cultural dos cursos técnicos de nível médio integrados do MST-PR. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada no Curso Técnico de Nível Médio Integrado de Agroecologia, da Escola Milton Santos, localizada em Maringá-PR. O objetivo geral da pesquisa foi verificar a contribuição das atividades culturais, desenvolvidas no Tempo Escola, para a formação educacional, profissional, ética e política dos educandos e educandas da Turma Haydée Santamaría. Adotamos como ponto de partida a Educação do Campo, conceito que vem sendo construído / constituído no Brasil desde finais dos anos de 1990, tendo os movimentos sociais do campo como seus principais protagonistas, em parceria com universidades públicas, órgãos governamentais do poder público federal e estaduais e organizações não governamentais. Constatamos, mediante análise bibliográfica e documental, que o conceito de Educação do Campo é uma construção conceitual, política e ideológica, a partir da crítica à concepção de educação rural. Abordamos também o tema Educação e Cultura, resgatando elementos sobre cultura e a colonização brasileira, cultura popular e cultura de massa. Apontamos a cultura, arte e educação como produtos e produção social e, em seguida, apresentamos elementos dos conceitos de cultura e Educação do Campo, que vêm sendo elaborados pelos movimentos sociais do campo, e a mística como parte da cultura no MST. Mediante entrevistas com os educandos e educandas e pesquisa documental nos Centros de Formação do MST, em particular na Escola Milton Santos, analisamos a proposta educacional do MST, destacando seus princípios filosóficos e pedagógicos e o papel das atividades culturais na definição do currículo e na implementação da proposta educativa em estudo. A partir dos dados coletados, percebemos que para os educandos e educandas cultura está relacionada à identidade de povo e de classe, porém apresenta contradições que precisam ser superadas. Concluímos que o fato de estudarem em uma escola vinculada a um movimento social, embora contribua para a elevação de sua formação e consciência política, não é suficiente para o desenvolvimento da consciência ao ponto de buscarem a superação da sociedade capitalista. Acreditamos que esse processo depende de organização social e política, que proporcione outras vivências a estes sujeitos sociais, em que a educação e a cultura têm um papel preponderante, mas que devem estar articuladas a outras dimensões da luta de classe.
     
    Baixar arquivo