Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  21,06 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A territorialidade judaica em Santa Maria/RS: uma contribuição à geografia cultural
Autor:  
  Maria Medianeira dos Santos   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFSM/GEOGRAFIA
Área Conhecimento  
  GEOGRAFIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  2.622
Resumo  
  O processo de construção do território gaúcho, bem como da sua identidade cultural está relacionada à influência que as diversas correntes migratórias desempenharam no decorrer do tempo, no espaço sul-rio-grandense. Enfatiza-se que este trabalho enfoca o grupo cultural judaico. Este grupo étnico adentrou no território pertencente ao Município de Santa Maria/RS em 1904, e foram os responsáveis pela formação da Colônia Philippson. Como objetivo específico a pesquisa procurou: (a) analisar as condições responsáveis pela (des e re) territorialização do grupo cultural judaico, em território santa-mariense, no início do século XX; (b) verificar os aspectos da reterritorialização, o qual proporcionou a formação da Colônia Philippson/Santa Maria pelos judeus no estado gaúcho e (c) identificar o processo e a dinâmica do desenvolvimento territorial de Philippson, bem como a dispersão espacial dos judeus no meio urbano. Metodologicamente, partiu-se do referencial teórico, direcionado para a temática em evidência e, em um segundo momento realizou-se o trabalho de campo. Quanto ao desenvolvimento territorial de Philippson, pode-se dizer que, inicialmente, o espaço rural foi o destinado para os judeus. No entanto, a dinâmica territorial desencadeada pelos mesmos, culminou com o abandono das atividades agrícolas e no seu direcionamento ao meio urbano de Santa Maria, na qual eles dedicaram-se, na grande maioria, ao ramo comercial. Quanto à materialização da cultura judaica, esta pode ser visualizada na paisagem urbana de Santa Maria através da Sinagoga Yitzhak Rabin, da casa Jacob estabelecida na Avenida Rio Branco e do cemitério israelita localizado no Bairro Chácara das Flores, além do cemitério judaico no município de Itaara.
     
    Baixar arquivo