Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3.12 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Tecendo a educação ambiental na rede municipal de ensino de Arroio do Meio, RS
Autor:  
  Cristine Gerhardt Rheinheimer   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFRGS/ECOLOGIA
Área Conhecimento  
  ECOLOGIA
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  326
Resumo  
  A rede municipal de ensino do município de Arroio do Meio, RS é constituída por sete escolas de Ensino Fundamental Incompleto e seis escolas de Ensino Fundamental Completo, totalizando, no início da pesquisa em 2005, 1989 alunos e 150 professores. O presente trabalho teve como principal objetivo compreender possibilidades de imersão da Educação Ambiental no contexto escolar a partir de processos formativos associados a projetos de intervenção. Realizamos a pesquisa em seis escolas de Ensino Fundamental Completo abrangendo 1653 alunos e 129 professores. Na perspectiva da pesquisa qualitativa e da Educação Ambiental crítica e transformadora, adotamos a metodologia da pesquisa-ação-participativa. Como instrumentos de coleta de dados utilizamos a observação participante, entrevistas do tipo grupo focal e questionários semiestruturados e, para a análise e interpretação desses dados, a análise textual. A pesquisa foi realizada em três etapas. Na primeira etapa, investigamos como era trabalhada a Educação Ambiental nas escolas, as representações de meio ambiente dos alunos e as representações de meio ambiente e Educação Ambiental dos professores (pré e pós-projeto). Na segunda etapa, investimos na formação de um grupo de estudos sobre a temática ambiental envolvendo professores. Na terceira etapa, concomitante à segunda, foram planejados e desenvolvidos projetos educativos nas escolas, tendo como temas geradores os problemas levantados a partir de diagnósticos socioambientais realizados junto às comunidades. Atuando como dinamizadores da Educação Ambiental, os professores participantes do grupo de estudos mobilizaram as suas respectivas comunidades escolares, envolvendo-as coletivamente no desenvolvimento desses projetos. Os principais resultados foram o envolvimento dos diferentes atores que compõem as comunidades escolares em todas as etapas do processo; a capacidade dos envolvidos no processo educativo identificarem, resolverem e relacionarem os problemas ambientais com o contexto social em que se situam; o conhecimento construído pelo diálogo e pelo enfrentamento de posições e ideias; e especificamente no contexto escolar: (a) vinculação do conteúdo curricular com a realidade de vida da comunidade escolar; (b) aplicação prática e crítica do conteúdo apreendido; (c) articulação entre conteúdo e problematização da realidade de vida; (d) projeto político-pedagógico construído de modo participativo; (e) aproximação escola-comunidade; (f) possibilidade concreta do professor articular ensino e pesquisa, reflexão sistematizada e prática docente. Concluímos que a partir da formação dos professores; da construção coletiva e democrática do projeto político-pedagógico; do planejamento e desenvolvimento de projetos de intervenção aproximando a escola à comunidade em que se insere e atende, é possível fazer emergir a Educação Ambiental no contexto escolar. Essa proposta que aqui defendemos coloca-se participante do processo de construção de um campo teórico que busca subsidiar uma prática diferenciada de Educação Ambiental – a Educação Ambiental Crítica e Transformadora.
     
    Baixar arquivo