Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  637.13 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  O ensino de geografia no projeto educacional de Rui Barbosa
Autor:  
  Najla Mehanna Mormul   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UEM/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  876
Resumo  
  O objetivo desta dissertação é compreender como o ensino de geografia poderia contribuir para a consolidação política da nação e da sociedade brasileira no século XIX. Buscou-se analisar a importância da construção da identidade nacional, para isso, lançou-se mão dos escritos sobre educação de Rui Barbosa, em específico seus pareceres sobre a educação brasileira entre os anos de 1882 e 1883. Esses pareceres sobre a situação do ensino no Brasil abrangeram diferentes modalidades de ensino desde o superior até o primário, e deste último, tudo estava ainda por fazer. A partir da mediação entre as discussões que permearam os estudos de Rui Barbosa e o ensino da geografia no país, tomou-se o caminho da história da educação como suporte textual e metodológico, considerando que o confronto entre a busca pelo ideário de nação desenvolvida, almejada por Rui Barbosa, e o papel da geografia como disciplina escolar na formação do cidadão patriótico poderia ser mais rico pelo viés da historiografia. Para escrever seus pareceres sobre o ensino, Rui Barbosa fez uso de um amplo arsenal bibliográfico, constituindo uma obra de grande fôlego, que perfaz mais de duas mil páginas, nas quais munido de belas palavras, muitas informações e por meio de seus interlocutores, demonstrou o quanto em termos de educação tínhamos a caminhar. A geografia, por ser uma disciplina de cunho nacionalista e imbuída de um status de ciência de elite, permitiu analisar a situação histórica mundial e do Brasil do século XIX, levando em consideração alguns aspectos relevantes para o entendimento do contexto da história educacional brasileira, bem como de seus intelectuais. Dessa forma, abordaram-se os desdobramentos da geografia enquanto ciência e, a posteori, verificou-se como era ensinada. A geografia, desde a antiguidade, era tida como um conhecimento imprescindível para a humanidade conhecer o espaço em que ocupava, não obstante o sistema capitalista e as mudanças por ele impulsionadas também serviram de substrato teórico para melhor compreender a questão, uma vez que a educação não está dissociada do movimento da história. Para o desenvolvimento dessa pesquisa, foram utilizados, além dos pareceres de Rui Barbosa, outros documentos do período, assim como fontes secundárias. Foi realizado um breve panorama da situação do ensino no Brasil e no mundo, com ênfase ao programa proposto por Rui Barbosa e se discutiu sobre a geografia e sua participação para a realização do projeto de Rui Barbosa e sua importância para a construção da identidade nacional. Verificamos que os pressupostos teóricos da geografia acompanharam o desdobramento da história e que seus conhecimentos contribuíram para o desenvolvimento de muitas nações do globo. Com respeito ao Brasil, percebemos que o ensino de geografia poderia ter sido um forte aliado para a concretização dos projetos de desenvolvimento da nação, mas, infelizmente, as mudanças não saíram do papel e muito do que propôs Rui Barbosa só começou a se efetivar na República, com trabalhos de outros intelectuais.
     
    Baixar arquivo