Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1.27 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Os desafios do ensino de filosofia na sociedade atual
Autor:  
  Claudio Ferreira dos Santos   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNINOVE/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  163
Resumo  
  Esta dissertação resultou de pesquisa que foi provocada pelo incômodo manifestado por professores de Filosofia do Ensino Médio que se queixam do desinteresse dos alunos pelas aulas de Filosofia e por atividades que lhes pedem uma atitude crítica e reflexiva. Incômodo do qual participamos. Daí o objeto da pesquisa realizada: buscar saber primeiro; se há razões nas circunstâncias históricas atuais que possam justificar esse possível desinteresse. Em segundo lugar; se nossa percepção corresponde ao que dizem e sentem os alunos. Perguntamo-nos por que os alunos do Ensino Médio manifestam tal desinteresse. Essas manifestações revelam mesmo o desinteresse pela Filosofia e por aquilo que lhe é intrínseco; ou seja; o exercício do pensamento reflexivo e crítico? Procurou-se investigar sobre possíveis razões para esse desinteresse. Foi analisada literatura que aponta o fato de que os jovens atualmente estão mergulhados numa cultura voltada para o prazer imediato; para o presenteísmo; o pragmatismo; o Carpe Diem e que a “tecnomania” – o desejo de ter e manipular as novas tecnologias de comunicação e entretenimento – estaria formando uma massa de jovens desinteressados pela escola; pela leitura; pelas questões sociais; éticas; políticas e econômicas. De acordo com esta literatura os jovens; de modo geral; aparentam estar alienados da realidade; apartados do contexto sócio-cultural no qual estão inseridos e do qual fazem parte. Foi realizada também uma sondagem com um grupo de 51 alunos e 10 professores de escolas públicas e particulares com a finalidade de cotejar se nossa percepção corresponde ao que dizem e sentem esses professores e alunos. Buscamos nas idéias de autores como Morin; Severino; Cerletti; Gallo; Favaretto; Trípoli; Marcondes Filho e Savater; entre outros; subsídios para a compreensão do fenômeno da cultura moderna e suas implicações na formação dos jovens. E; também; subsídios para a compreensão do papel da Filosofia na formação do jovem do Ensino Médio. Os resultados a que chegamos mostram-nos que há de fato; na situação atual; uma situação adversa para o exercício da reflexão e da criticidade; mas; ao mesmo tempo; para os alunos que participaram da pesquisa; há o quase consenso a respeito da importância e necessidade do estudo das temáticas filosóficas e; portanto de aulas de Filosofia; e; a respeito da necessidade de desenvolvimento e exercício do pensamento reflexivo e crítico.
     
    Baixar arquivo