Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  3,41 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Bem-estar animal: desafios sociais de um termo em construção
Autor:  
  Carolina Toschi Maciel   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFSC/SOCIOLOGIA POLÍTICA
Área Conhecimento  
  SOCIOLOGIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  497
Resumo  
  No contexto do agronegócio; a dinâmica do mercado de alimentos mudou significativamente nas últimas décadas. A recente demanda por bem-estar animal estimulou transformações desde a propriedade rural à mesa do consumidor. Estas mudanças tanto do processo de produção quanto de consumo trazem desafios aos atores envolvidos na cadeia de produtos de origem animal em razão da falta de consenso sobre o que constitui ou o que não constitui ‘bem-estar animal’. Neste sentido; o objetivo principal da pesquisa consiste na investigação da natureza das exigências de bem-estar de animais de produção; de modo a identificar possíveis conflitos decorrentes desta natureza. A partir do referencial teórico da sociologia ambiental; na vertente construcionista; da modernidade reflexiva e da modernização ecológica buscou-se a compreensão do significado social da demanda de bem-estar animal com fins de contribuir na identificação de dissonâncias das práticas individuais e das políticas institucionais em relação ao tema e que causam incertezas no mercado de carnes. A coleta de dados contou com revisão literária e pesquisa de campo com atores de frigoríficos de frango de corte em Santa Catarina (Brasil); certificadoras e organizações não-governamentais. O resultado final confirmou a hipótese de que o bem-estar animal possui uma natureza híbrida que envolve aspectos éticos; sanitários e econômicos; sendo os conflitos resultado da valoração distinta que cada ator faz destes três aspectos do bem-estar animal.
     
    Baixar arquivo