Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  6.69 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Vicissitudes na constituição da identidade de gestão em gestores da educação profissional e tecnológica: um estudo exploratório
Autor:  
  Fátima Landim Souza   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNB/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  538
Resumo  
  A questão que orienta esta pesquisa se insere na possibilidade de investigar e compreender o papel da dimensão inconsciente nas vicissitudes da constituição da identidade dos sujeitos gestores de uma instituição educacional, em especial o Instituto Federal Sudeste de Minas – Campus Rio Pomba. O aporte teórico psicanalítico é utilizado como referencial para alcançar os objetivos propostos. Reconhecemos que o inconsciente emerge em todas as situações dentro das instituições e irrompe quando menos se espera, assim também procuramos demonstrar como a identidade interpenetra com a contribuição do grupo do qual fazemos parte. Em nosso trabalho podemos observar que questões subjetivas e interesses de certos grupos aparecem como geradores de conflitos e diferenças. As relações de poder trazem em si uma teia de malestar, que faz dos gestores alvo de conflitos dentro da instituição e, muitas vezes, os leva à confusão entre o projeto pessoal e o projeto coletivo. A pesquisa consiste, portanto, em compreender por meio da abordagem qualitativa quais os possíveis efeitos do inconsciente nessas tramas ocorridas dentro das instituições de ensino, e como as vicissitudes na formação da identidade dos gestores podem trazer e/ou revelar as “marcas” desse processo em sua constituição. Foram pesquisados cinco gestores da instituição, em funções diversas, tendo como principais dispositivos a entrevista e a memória educativa. O resultado evidenciou o fundamento freudiano de um pensamento psicanalítico sobre a instituição, no qual a identificação revela-se como sendo aquela formação intermediária que mantém juntos os membros da instituição e a própria instituição. Evidencia que o sujeito perde e ganha nesse processo de agrupamento. As vicissitudes estudadas destacaram essas formações intermediárias e as identificações que ocorrem dentre de uma instituição de educação profissional e tecnológica.
     
    Baixar arquivo