Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  9.83 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Nós somos a história da educação: identidade institucional e excelência escolar no Colégio Pedro II
Autor:  
  Maria Cristina da Silva Galvão   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC-RIO/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Doutorado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  471
Resumo  
  Esta pesquisa situa-se no centro das indagações sobre os objetivos da educação institucionalizada e sobre o cumprimento, por parte da escola, daquilo que oficialmente ela promete – a possibilidade de mobilidade social para todos. Foram investigadas as condições de produção do ensino considerado de qualidade em nosso sistema escolar público, através do estudo de caso da Unidade Humaitá II, que integra a rede de 13 Unidades Escolares do Colégio Pedro II, instituição considerada um marco na educação brasileira porque sua história se origina na própria história social, política e cultural do país e é uma escola percebida como locus de produção de elites escolares na perspectiva do imaginário social. Para investigar a identidade institucional dessa escola pública de prestígio, assumiu-se a hipótese de que o rendimento dos alunos é diretamente influenciado pelo clima do estabelecimento e recorreu-se a aspectos atribuídos ao clima escolar e que foram destacados como fatores que outorgam diferenciação de qualidade às escolas. A noção de clima se mostra como um fator primordial para o estudo da identidade dos estabelecimentos de ensino. Concebidas como organizações sociais, as escolas distinguem-se entre si, com seus modos próprios de funcionamento e seus sistemas sociais de relações. O trabalho de campo foi realizado ao longo de 2007 e 2008 e os dados foram coletados através dos seguintes procedimentos: observação nos espaços coletivos, observação em salas de aula, pesquisa em documentos, entrevistas semi-estruturadas com professores e funcionários e conversas informais com alunos. Para operacionalização do conceito de clima escolar e análise das investigações, foram tomados como referência teórico metodológica os autores Antonio Nóvoa, Leila Mafra, Luc Brunet, Olivier Cousin, Pascal Bressoux e Teixeira Lopes. A partir da análise do material empírico foi possível identificar, no contexto institucional da escola investigada, a configuração singular do conjunto de características que constituem sua imagem de excelência. O sentimento de pertencimento e a identificação dos integrantes da escola com o universo identitário do Colégio Pedro II, a diversidade na origem social dos estudantes, bem como a formação e o comprometimento dos docentes são as singularidades institucionais que distinguem a Unidade Escolar Humaitá II e possibilitam à maior escola pública brasileira fornecer um bom atendimento de Ensinos Fundamental e Médio e ser detentora de desfechos escolares socialmente valorizados.
     
    Baixar arquivo