Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  11,67 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  As astúcias de um destinador na Geléia Geral brasileira
Autor:  
  Lucas Mendes Falcão Costa   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICA
Área Conhecimento  
  COMUNICAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  534
Resumo  
  Propomos pesquisar no presente trabalho; de que maneira; sob a perspectiva da semiótica discursiva; foi concebido o modelo comunicacional proposto pelo criador Torquato Neto na publicação Geléia Geral; veiculada no jornal carioca A Ultima Hora. Ao analisar o discurso proposto; procuramos determinar as condições de produção deste texto a fim de melhor compreender o que torna especial a forma de comunicação criada e desenvolvida nas páginas do veículo verbo-visual impresso. Atentando para as relações do sujeito da enunciação com o discurso-enunciado e as relações que se estabelecem entre enunciador e enunciatário; Destinador e Destinatário - desvendamos como essa publicação transformou-se em um dever-fazer. Uma prescrição de uma fruição e consumo de novos padrões estéticos emergentes na mediatização da produção artísticocultural; por expressão de um movimento marginal de resistência. E como ela se posicionou paralelamente às imposições da ditadura militar brasileira; no início dos anos 70. O trabalho prioriza a construção da identidade do Destinador; enquanto elemento da problemática narrativa; e o define. Por meio da análise do corpus selecionado nos exemplares do veículo extinto; nos anos 1971 e 1972; discutimos a produção midiática verbal (jornal) em Geléia Geral. Observamos o Modus Operandi das relações presentes na produção e transmissão dos valores investidos no texto; da criação dos simulacros propostos e do contrato reconhecido e adotado por toda uma geração brasileira. Sempre apoiados nos estudos do semioticista lituano Algirdas J. Greimas; fundamentamos as análises em autores consagrados como: Eric Landowski; J. Fontanille; Jean M. Floch; Ana Claudia Oliveira; Denis Bertrand; Diana L. P. de Barros e J. L. Fiorin. Acreditamos que a realização deste trabalho represente uma contribuição à sociedade e ao campo da semiótica. Uma vez que pontua e valoriza uma publicação de exceção na mídia nacional; e permite que se abra uma janela de compreensão a um período importante da história brasileira; por estudo de uma obra encarada como veículo transformador e matriz de um modelo de resistência; em vez de apenas uma produção reflexa de um tempo; além disso; é claro; de fornecemos à semiótica discursiva um objeto de pesquisa que põe em teste seus mecanismos de análise de discurso
     
    Baixar arquivo