Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.86 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Uso de Biopilha para degradação de hidrocarbonetos derivados de petróleo em solos contaminados
Autor:  
  Aline Lawisch Alves   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  412
Resumo  
  O presente trabalho teve por objetivo propor, construir e monitorar a biorremediação de um solo contaminado por óleo diesel através de sistemas de biopilhas, sendo elas: biopilhas de laboratório 1 e 2 (BL1 e BL2), e biopilha industrial. Para tanto, solo contaminado com óleo diesel, retirado de um posto de distribuição de combustíveis foi coletado e submetido a uma caracterização físico-química. Nos ensaios de laboratório e no campo foram monitoradas as emissões de VOCs, contagem de Unidades Formadoras de Colônia, pH, umidade do solo, temperatura interna e concentração de contaminantes. Os resultados deste trabalho mostraram que as características do solo areno-argiloso contaminado, assim como o sistema de aeração podem ter influenciado nas perdas de BTEX, principalmente por volatilização. Na biopilha de laboratório (BL1), por exemplo, pode-se verificar que a adição de adubo químico no processo não resultou em aumento da taxa de biodegradação, uma vez que não foi constatado um aumento do número de unidades formadoras de colônia. Todavia, os resultados mostraram que a adição do adubo, associada à umidade da biopilha, diminuiu a permeabilidade do solo devido ao empedramento do solo utilizado, causado pela mineralização secundária promovida pelo adubo adicionado (processo de cimentação do solo). Entretanto, as biopilhas de laboratório se mostraram eficientes para na remoção dos hidrocarbonetos presentes de forma satisfatória. Esta remoção dos contaminantes estaria sendo realizada preferencialmente por volatilização dos mesmos. Os resultados obtidos com a biopilha industrial mostraram que a temperatura no interior da mesma influenciou na volatilização dos contaminantes. Porém, grande parte dos contaminantes foram biodegradados, uma vez que se observou o aumento das populações de microorganismos contidos nela. Isso demonstra que a adição de adubos orgânico, controle da umidade, do pH e da temperatura do solo, e a injeção de ar podem promover a bioaumentação dos microorganismos presentes no solo contaminado, levando a uma biodegradação dos poluentes orgânicos presentes no mesmo.
     
    Baixar arquivo