Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  2.44 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Desinfecção e detoxificação de efluentes domésticos secundários através de fotoozonização catalítica com reator tipo cone
Autor:  
  Plinio Kuhn Filho   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UNISC/TECNOLOGIA AMBIENTAL
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA SANITÁRIA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  236
Resumo  
  A integração de processos de tratamento de efluentes aparece como alternativa para a remediação de impactos ambientais de forma mais limpa. Tendências de reuso estão requerendo maior efetividade de desinfecção e detoxificação. Neste trabalho foi investigada a potencialidade de integrar os processos UASB (Upflow Anaerobic Sludge Blanquet) e Fotoozonização Catalítica (UV/TiO2/O3) em unidade de tratamento de efluentes domésticos de campus universitário. O reator UASB foi concebido com volume útil de 1;47 m3; velocidade ascensional de 0;016 m h-1 e tempo de detenção hidráulica de 45;9 h. O fotorreator foi construído com sistema de escoamento tipo cone; composto por rampas com TiO2; predominantemente tipo anatase; fixado em placas de acrílico. O fotorreator tipo cone (FTC) funcionou com sucção de ar de 1;05 m3 h-1 a partir de bomba centrífuga de 0;5 CV em taxa de recirculação do efluente de 1500 L h-1. As lâmpadas germicidas foram configuradas para sistema tipo colimador acoplado ao FTC; em um total de 08 lâmpadas de 30 W (lmax = 254 nm). O ozônio gerado fotoquimicamente foi transferido via sistema Pitot-Venturi. A taxa de geração de ozônio foi de 161 mg h-1. Célula fotovoltaica de 1;1 kWh-1 foi utilizada para suprimento de energia ao FTC. Ensaios preliminares com azul de metileno demonstraram maior efetividade da combinação UV/TiO2/O3; com valores de k 0;025 min-1. As amostras reais de efluentes do reator UASB fotoozonizadas cataliticamente apresentaram desinfecção superior a 90% com tempo de detenção hidráulica de 1 min. Em tempos de detenção hidráulica de 30 min a EC50 com Daphnia magna foi de 69;6%; mantendose na faixa de moderadamente a pouco tóxica. Reduções dos índices de eutrofização também foram observadas; com os valores de fósforo total reduzidos em 30% no efluente oxidado. Os valores de NTK tiveram reduções inferiores a 4%. A combinação UASB + fotoozonização catalítica demonstrou potencial redutor de patogenicidade e eutrofização; podendo estabelecer alternativa aos sistemas UASB + Wetlands e/ou UASB + Lodos Ativados.
     
    Baixar arquivo