Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  713.22 KB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Identidade Cultural e Ensino de História em Educação de Jovens e Adultos
Autor:  
  Silvia Braga Nogino   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UCP/RJ/EDUCAÇÃO
Área Conhecimento  
  EDUCAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2007
Acessos:  
  1,212
Resumo  
  Este estudo tem como objetivo analisar como vem sendo discutido o conceito de identidade cultural no ensino de História para jovens e adultos, no segundo segmento do Ensino Fundamental. Para atingir esse objetivo optamos em analisar os Parâmetros Curriculares Nacionais, as Propostas Curriculares para EJA e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos, procurando evidenciar se a forma como esse tema vem sendo tratado auxilia os professores de História a trabalharem com os alunos da EJA. A partir da investigação documental, realizamos entrevistas semi-estruturadas com informantes privilegiados que têm participado da formação de professores do Projeto da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria Municipal de Educação do Estado do Rio de Janeiro (PEJA/SME), com a intenção de promover uma reflexão das especificidades pedagógicas do ensino de História integrado ao ensino de Geografia e da produção de material didático para a área. Esses professores-formadores são considerados informantes privilegiados por serem responsáveis não só pela formação continuada de professores, como também pela elaboração de referenciais teórico-metodológicos e de material didático para o ensino de História, que no PEJA se dá de forma integrada ao ensino de Geografia. No processo da pesquisa tomamos como referenciais teórico-metodológicos os estudos de Freire (1987), Burke 1991), Williams (2000), Laplantine (2006) e Hall (2005), entre outros, buscando compreender as concepções socioculturais e históricas desses estudiosos com o intuito de analisar as perspectivas identitárias do jovem e do adulto estudante de História, no processo de construção dos saberes escolares e não escolares desse sujeito.
     
    Baixar arquivo