Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  8.71 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  A sensibilidade inteligível do chocolate: uma análise do fazer estésico apreendido, cultivado e comunicado
Autor:  
  Silvia Regina de Jesus   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  PUC/SP/COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICA
Área Conhecimento  
  COMUNICAÇÃO
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2009
Acessos:  
  804
Resumo  
  Examinando um recorte específico das comunicações da indústria chocolateira fina, e a expressão dos fazeres estésicos e etológicos de suas produções, esta pesquisa analisa quais são e como são explorados, em embalagens e aparições institucionalizadas, os efeitos de sentido manifestados no gosto pelo chocolate. Objetiva mostrar como se articulam as construções de gosto (capacidade de apreensão apreciativa) e sabor (a sensação do paladar) do produto no consenso da chocolataria [ma, atentando-se para como o gosto do chocolate é cultivado e celebrado por seus amadores. Para isso, a pesquisa concentra-se na análise das mídias a partir da apreensão do gosto em suas possibilidades inteligíveis e sensíveis, por meio da semiótica discursiva de A. J. Greimas, ampliada pelos estudos sociossemióticos de E. Landowski e A. C. de Oliveira, assim como pela semiótica plástica de J.-M. Floch para as análises do arranjo estético da construção de embalagens de produtos e visibilidades dadas ao chocolate por meio da articulação plástica entre os formantes da expressão matéricos, eidéticos, cromáticos e topológicos. Além disso, interpreta a capacidade informativa de uma produção chocolateira planejada, a partir da apreensão do sincretismo das ordens sensoriais, desdobradas pelas presenças do outro, percorrendo esse fazer intelectivo do gosto e do sabor. Esta investigação, pretende, portanto, contribuir com os estudos sociossemióticos do gosto, revendo possibilidades estésicas na comunicação das mídias, pensando as dimensões cognitivas, sensíveis e patêmicas que produzem sentido, e, com isso, discutir os padrões de desenvolvimento da indústria chocolateira fina, em um momento de grande atenção inclusive no Brasil, que retoma suas produções cacaueiras para esse mercado, com uma análise comunicacional e semiótica sobre os efeitos de sentido promovidos pelo produto classificado como puro.
     
    Baixar arquivo