Portal Domínio Público - Biblioteca digital desenvolvida em software livre  
Missão
Política do Acervo
Estatísticas
Fale Conosco
Quero Colaborar
Ajuda
 
 
Tipo de Mídia: Texto
Formato:  .pdf
Tamanho:  1,69 MB
     
  Detalhe da ibra
Pesquisa Básica
Pesquisa por Conteúdo
Pesquisa por Nome do Autor
Pesquisa por Periodicos CAPES
 
     
 
Título:  
  Estudo do processo de produção de jambo desidratado sob aplicação de ultra-som
Autor:  
  Francisca Imilena Pereira de Oliveira   Listar as obras deste autor
Categoria:  
  Teses e Dissertações
Idioma:  
  Português
Instituição:/Parceiro  
  [cp] Programas de Pós-graduação da CAPES   Ir para a página desta Instituição
Instituição:/Programa  
  UFC/ENGENHARIA QUÍMICA
Área Conhecimento  
  ENGENHARIA QUÍMICA
Nível  
  Mestrado
Ano da Tese  
  2010
Acessos:  
  1.407
Resumo  
  Uma das formas de conservar frutas é através da secagem. Os processos de secagem são técnica simples que podem ser utilizadas na conservação da fruta após sua colheita. O processo de secagem pode receber pré-tratamentos específicos para aprimorar a qualidade sensorial da fruta resultando em melhor aceitabilidade por parte dos consumidores. A desidratação osmótica e/ou sonificação são formas de pré-tratamento que podem ser empregadas com sucesso pelos pequenos produtores em sua propriedade ou em cooperativas sem que haja necessidade de grandes investimentos. A secagem e os pré-tratamentos teriam, no caso das frutas regionais, duas funções: primeiro o de conservar a fruta, segundo de agregar valor à fruta, uma vez que uma fruta desidratada tem um valor comercial que gira em torno de R$ 35,00 a R$ 100,00 kg, enquanto o preço do produto in natura equivalente em base seca seria de R$ 9,00 (mamão) a R$ 30,00 kg (sapoti). A maior parte dos estudos com fruticultura está concentrada em frutas com grande escala de produção, direcionados e venda interna e externa (exportação). Frutas regionais tidas como exóticas em muitas partes do mundo não têm sido foco de grande atenção pelos pesquisadores brasileiros. Estas frutas, se exploradas comercialmente, especialmente para exportação, podem render ao produtor um lucro considerável. O Brasil, especialmente nas regiões Norte e Nordeste possui uma grande variedade de frutas regionais, plantadas em pequenas propriedades, que são pouco conhecidas no restante do país. Frutas como sapoti, siriguela, graviola, mangaba, jenipapo, jambo e várias outras podem ser mais bem exploradas comercialmente. Quanto à qualidade da fruta desidratada, existem problemas sensoriais ligados ao sabor, textura e coloração destas frutas, que, dependendo do tratamento, sofrem modificações que podem ou não ser aceitas pelo consumidor, e portanto também devem ser estudadas.
     
    Baixar arquivo